Nas Bancas

Mãe de Angélico Vieira condenada a pagar dois milhões de euros de indemnização

Tribunal determina o pagamento de uma indemnização à passageira que seguia no automóvel com o músico e que sofreu lesões que a deixaram com um elevado grau de incapacidade.

CARAS
3 de janeiro de 2017, 10:53

Cinco anos após ter perdido o filho, Filomena Vieira foi condenada pelo Tribunal de Aveiro a pagar uma indemnização de dois milhões de euros a Armanda Leite, a jovem a seguia no BMV com Angélico Vieira na noite em que este se despistou na A1. A notícia é avançada pelo Jornal de Notícias, que cita o advogado da empresa que vendeu o automóvel ao artista.
Segundo a publicação, a indemnização poderá ascender aos cinco milhões de euros, uma vez que a mãe do músico – e sua única herdeira – terá também de assumir o pagamento de um valor mensal à jovem que sofreu lesões graves que a deixaram com um grau de incapacidade superior a 90%.
O tribunal deu como provado que Angélico Vieira foi culpado, pois a viatura que conduzia seguia a 200km/h - “uma velocidade muito superior à legal” - quando o rebentamento de um pneu provocou o despiste.
Refira-se que Filomena Vieira alegava que na origem do acidente estava o “mau estado” dos pneus da viatura conduzida pelo filho, que apresentavam "um sulco na banda de rodagem inferior a 1,6 milímetros, o que comprometia seriamente a fiabilidade e a segurança do veículo".
Na viatura seguiam ainda Hugo Pinto, que sofreu apenas ferimentos ligeiros, e Hélio Filipe, a outra vítima mortal do acidente. A mãe de Angélico já foi também condenada pelo tribunal a pagar uma indemnização de 117 mil euros aos pais do jovem.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras