Nas Bancas

Ana Guiomar: “Os encontros natalícios com amigos começam um mês antes”

A atriz, de 28 anos, convidou os amigos Miguel Costa, Paulo Vintém, Tiago Teotónio Pereira, Alda Gomes e José Mata para um lanche com sabor a Natal.

Cláudia Alegria
1 de janeiro de 2017, 18:00

Sempre foi curiosa em relação às artes culinárias e desde criança que se aventura em experiências gastronómicas. Com o sucesso que alcançava cada vez que partilhava uma receita nas redes sociais, Ana Guiomar decidiu passar para papel a sua seleção de iguarias, coletando-as em formato de fichas. Mãe Já Não Tenho Sopa é o título desse livro de receitas que acabou por servir de pretexto para reunir à mesa alguns dos seus melhores amigos para um lanche natalício, que teve lugar no Tryp Lisboa Aeroporto Hotel. O cantor e bailarino Paulo Vintém, os atores José Mata, Tiago Teotónio Pereira e Miguel Costa e a atriz Alda Gomes foram presenteados com uma mesa recheada não só de doces, mas também de boa disposição.
“Foi bom estarmos aqui um bocadinho hoje e pormos a conversa em dia, porque já não estávamos juntos há algum tempo”, admitiu Vintém. Miguel Costa, que já conhece os dotes culinários da anfitriã há alguns anos, acrescentou: “Ela é excelente. Tem mesmo um dom, gosta de cozinhar para os amigos e para a família, e este sucesso do livro é reflexo de tudo o que ela faz, sempre com muita paixão e entrega.”Entre as gravações do programa da SIC Best Bakery – A Melhor Pastelaria de Portugal, os ensaios da peça O Pai, que entretanto estreou no Teatro Aberto – e na qual contracena com João Perry – e as gravações da novela da SIC Amor Maior, na qual interpreta o papel de Preciosa, Ana Guiomar admite que, ao contrário do que desejaria, estes encontros com amigos não têm sido muito regulares. No entanto, a agenda preenchida não a impede de rever amigos e até planear os próximos encontros familiares, ou não estivéssemos em plena época natalícia.
– Já sabe como vai ser, este ano, o seu Natal?
Ana Guiomar – Os meus Natais são sempre muito normais. A minha família é muito pequena, tanto da parte da parte da minha mãe como do meu pai. Já a família do Diogo [Valsassina, o namorado] é uma alegria. Aliás, vou fazer uma confissão: nunca passei um Natal com o Diogo, porque eu vou para casa da minha mãe e ele para casa dos pais dele. Como o meu avô faz anos dia 25 e a mãe dele faz anos dia 25, é um problema... Portanto, nunca passámos o Natal juntos. O Bart [bulldog francês] é partilhado.
– Conhecendo os seus dotes culinários, os amigos não esperam que os surpreenda sempre com qualquer coisa quando combinam jantares?
– Não tenho problema nenhum que me exijam essas coisas, acho o máximo, adoro, o meu problema é mesmo a falta de tempo. Mais do que ir fazer alguma coisa a casa deles, gosto muito de receber em minha casa. Gosto de mesas fartas, cheias de pessoas. Por exemplo, o ano passado organizei o ano novo em minha casa, que é uma coisa que me dá muito prazer. E devo dizer que só as entradas chegavam, o segundo prato quase não era preciso.
– Os seus encontros natalícios começam um mês antes do Natal...
– São muitos amigos, e depois há a família, há sempre primos afastados, por isso, claro, temos de começar um mês antes.
– Alguns destes amigos ainda não conheciam o seu livro de receitas.
– Pois não, acho inacreditável! Mas ainda bem, assim ficam surpreendidos. Levaram-no para casa e espero que se dediquem a fazer alguma coisa e que me mandem depois as fotos para eu espreitar e dar a minha avaliação, se bem que eles não me pareçam grandes cozinheiros... O Paulo Vintém falou-me numas saladas e um homem que fala em saladas... já sabemos que o resultado são pratos oníricos! A Alda sei que cozinha bem, mas dos meus amigos homens aposto muito no José Mata. Acho que, se ele se esforçar, consegue cozinhar qualquer coisa surpreendente.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras