Nas Bancas

Maria João Bahia cria escultura inspirada no Convento de Mafra

Com o apoio da família.

CARAS
31 de dezembro de 2016, 15:00

Nem o braço ao peito, que fraturou na sequência de uma queda, tirou o sorriso a Maria João Bahia no dia em que apresentou uma escultura representativa dos 300 anos sobre o lançamento da primeira pedra do convento de Mafra. Um desafio da Câmara Municipal de Mafra que a designer de joias aceitou com entusiasmo. “Foi desafiante encontrar símbolos e imagens inspiradoras. A proposta que apresento é uma reinterpretação dos carrilhões em forma de rosácea, onde o passado, o presente e o futuro se fundem”, explica.
A escultura, circular, tem um metro e meio de altura, é feita em aço corten e está assente num bloco de lioz com dois metros de altura. No mesmo contexto, a autora criou algumas peças de joalharia institucionais e um conjunto de artigos em prata para uso individual, que se encontram à venda. Para o presidente da Câmara Municipal de Mafra, Hélder Sousa Silva, todas estas peças “são um oportuno contributo para celebrar e perpetuar o património que é de todos” e para “registar e eternizar esta data histórica, que marca gerações”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras