Nas Bancas

Luís Queirós recebe distinção rodeado de colegas e amigos

Francisco Pinto Balsemão foi uma das personalidades presentes na homenagem.

CARAS
26 de dezembro de 2016, 10:30

Luís Queirós é considerado uma referência nos estudos de mercado e opinião, tendo fundado a Marktest em 1980 e a Fundação Vox Populi, um projeto sem fins lucrativos que promove os estudos de opinião nas áreas da educação e da sustentabilidade, em 2008. Reconhecendo o seu contributo para o desenvolvimento desta área em Portugal, a Apodemo (Associação Portuguesa de Empresas de Estudo de Mercado e de Opinião) atribuiu-lhe o Prémio Carreira, uma distinção que recebeu perante vários amigos e colegas de profissão. “O nosso homenageado é um beirão franco, aberto, sem papas na língua. Para muitos dos presentes, Luís Queirós será, acima de tudo, o paladino, para não dizer o Papa, dos estudos de mercado. Esse reconhecimento é justo, mas a dimensão do cidadão vai ainda mais longe. Luís Queirós pensa pela sua cabeça e procura transmitir as suas preocupações e objetivos. No seu livro, O Mundo em Transição, aponta um caminho: uma vida mais simples, mais solidária, mais humana com prevalência do ser sobre o ter”, partilhou Francisco Pinto Balsemão, que foi convidado para apresentar o premiado desta noite. Sensibilizado, Luís Queirós explicou à CARAS como encara esta homenagem: “Quando nos atribuem um prémio carreira, parece que chegámos ao fim de algo. Contudo, ainda me sinto muito ativo. Já estou um bocadinho desligado da Marktest, mas estamos a fazer coisas muito interessantes com a Fundação Vox Populi. Ainda tenho muito para construir.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras