Nas Bancas

Raquel Strada passa Natal no Porto: “Vai ser com bacalhau, peru e o aconchego da lareira”

A apresentadora festeja a quadra com a família do marido, o portuense Joaquim Fernandes.

Joana Brandão
24 de dezembro de 2016, 17:00

Organizada e metódica, Raquel Strada, de 34 anos, gosta de pensar com tempo nos presentes de Natal que vai dar e, sempre que pode, faz as compras com antecedência, para evitar a confusão dos últimos dias. E porque está casada há um ano e meio com o empresário portuense Joaquim Fernandes, de 35, e passa atualmente metade da semana no Porto, este ano a jovem lisboeta fez algumas compras no Passeio dos Clérigos. Apesar de preferir perder-se sozinha pelas lojas, desta vez a apresentadora da SIC aceitou a nossa companhia e, numa pausa retemperadora para uma bebida quente, falou-nos um pouco dos seus rituais natalícios.
Descrevendo-se como uma mulher que não gosta de dar passos maiores que as pernas, a autora do blogue Blue Ginger não deixa, ainda assim, de ter sempre novos projetos e desafios em mente. E porque a moda é uma das suas maiores paixões, desenhar uma coleção é um objetivo que gostaria de concretizar em breve.
– Como se costuma organizar nesta época que, por regra, é bastante agitada?
Raquel Strada – Gosto de começar cedo a comprar os presentes, para conseguir encontrar o que tenho pensado para cada pessoa a preços mais acessíveis. E normalmente faço isso sozinha, porque gosto de andar calmamente a ver as montras, sem pensar em mais nada. Gosto desse tempo só para mim, e na maior parte das vezes, ando só a passear, a inspirar-me nas coisas bonitas que vejo, mas hoje vim mesmo com o propósito de fazer algumas compras. E também faço muitos presentes, com fotografias e revistas, para que as pessoas tenham um bocadinho de mim em suas casas.
– Escolheu o Passeio dos Clérigos porquê, já se sente em casa no Porto?
– Vivo dividida entre o Porto, que é a cidade onde está a pessoa que eu amo, e Lisboa, mas felizmente tem surgido cada vez mais trabalho aqui no Porto. Desde pequenina que vinha cá com os meus pais e sempre me pareceu uma cidade incrível, cosmopolita, com pessoas trabalhadoras e criativas, que fazem as coisas acontecer. Adoro passear pelas ruas do Porto e sentir a vida da cidade. Por isso, este ano decidi fazer compras no Passeio dos Clérigos, pois sempre que posso opto pelo comércio de rua.
– E quais são os seus planos para este Natal?
– Como os meus pais não comemoram o Natal, vou passá-lo cá em cima com a família do meu marido. E é tudo bem tradicional, com bacalhau, peru e o aconchego da lareira. É muito giro!
– Imagino que por esta altura vos falem em bebés em todas as reuniões familiares…
– [risos] Acontece, sim, mas ainda não estamos a pensar em ter filhos. Quando tiver de ser será, mas não é para já. Ainda não tenho o relógio biológico a funcionar.
– Como tem sido este ano e meio de casamento? Não é muito complicado gerir uma vida “entre cá e lá”?
– Estamos muito bem, sinto-me super feliz com o meu marido. Confesso que achei que ia ter mais tempo livre, mas o blog ocupa-me imenso, faz-me viajar muito e tem sido difícil parar. Mas tenho ao meu lado uma pessoa que me apoia e acredita em mim, que me diz para continuar, porque estou no caminho certo e a fazer aquilo de que gosto. Ele dá-me coragem. Corremos muito de um lado para o outro, mas aproveitamos bem o tempo em que estamos juntos.
– Com a sua paixão por moda, já pensou criar uma coleção?
– Muitas vezes, mas quero fazer uma coisa com pés e cabeça. Já recebi convites de marcas diferentes para desenhar a minha linha, mas terá de ser uma coisa muito bem pensada, para a qual preciso de tempo. Agora quero consolidar o meu blog, porque me deixa muito feliz, e continuar o meu trabalho em televisão. O resto acontecerá, mas sempre com ponderação.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras