Nas Bancas

Manuel Pinto Coelho: “Quero ser melhor pai do que fui para os outros quatro”

O médico, de 68 anos, e a mulher, Daiana, de 34, abriram as portas de sua casa para nos apresentar a filha, Lara, de dois meses.

Cláudia Alegria
4 de dezembro de 2016, 14:00

O nascimento de Lara dos Santos Pinto Coelho, no passado dia 1 de setembro, às 19h27, com 4,190kg e 51cm, veio transformar a vida de Daiana e Manuel Pinto Coelho. Casados há nove anos, o médico, de 68 anos, e a gestora, de 34, estão absolutamente rendidos à bebé, para quem não se cansam de olhar com um enorme sentimento de orgulho e de amor infinito.
O médico, que se tem dedicado à medicina antienvelhecimento, recebeu a CARAS na sua casa, em Cascais, para nos contar como tem vivido a experiência da paternidade 37 anos depois do nascimento do mais novo dos seus outros quatro filhos: Bernardo, de 43 anos, Filipa, de 41, Marta, de 40, e Manuel, de 37. E de uma coisa tem a certeza: não fosse a preocupação com a doença do filho mais velho [Bernardo sofre de uma doença degenerativa, esclerose lateral amiotrófica, conhecida por E.L.A.], e a sua vida seria absolutamente perfeita.
– A Lara estava prevista?
Manuel – Desde que a Daiana e eu nos conhecemos que estava previsto que pudesse acontecer. Já tinha arquivado esse sonho de voltar a ser pai e, como é óbvio, o nascimento dela foi uma alegria muito grande.
– Como têm sido estes primeiros dois meses?
Daiana – Maravilhosos. A maternidade não é fácil para marinheiros de primeira viagem. Todos os dias são uma descoberta de amor e de superação. Acho que todas as mulheres devem ser mães. Sempre fui muito independente e nunca fez parte dos meus planos ter filhos. Queria ter uma vida livre para viajar e fazer os meus negócios... Mas a verdade é que a partir do momento em que somos mães, renascemos. Quando deixei a maternidade, nasceu uma nova Daiana e estou a adorar cada momento. Nos primeiros dias cheguei a dizer ao Manuel que não queria ter mais filhos, mas hoje já penso que vou sentir falta deste cheirinho.
Manuel Eu até sou um rapaz novo, porque não ir até um sexto filho? [risos]
– Se para a Daiana é tudo novo, para o Manuel não é a primeira viagem. Encara tudo com maior tranquilidade?
– Tenho a cabeça mais tranquila do que tinha nas outras quatro viagens. Como tal, talvez desta vez consiga estar mais presente e ser melhor pai do que fui para os meus outros filhos. Acho isto tudo que está a acontecer um milagre. Se não tivesse um problema com o meu filho Bernardo, diria: se quer saber o que é o paraíso, pergunte-me. Porque o que está a acontecer é extraordinário. Está a ser uma descoberta também para mim, porque já não me lembrava como isto era. Posso ter boa memória, mas o último bebé que tive foi há 37 anos, pelo que estou a vivenciar tudo isto quase como pela primeira vez.
– E mais presente também?
– Sim, embora em circunstâncias completamente diferentes, pois trabalho que me desunho e, como tal, chego a casa cansado. Apetecia-me não chegar cansado para poder estar mais tempo com a Lara, mas também preciso de dormir, o descanso é fundamental. É um problema que tenho para resolver.
Daiana – Mas o pouco tempo que ele tem faz questão de estar com ela. Chega a casa, troca para uma roupa mais confortável, e pede-me a filha para dar mimos.
Os anos passam e o Manuel continua a dar passos gigantes.
– Uma das estratégias para chegar novo a velho é precisamente ter objetivos de vida.
– E os seus são sempre em grande?
– Vou tendo a sorte de ter cria­do alguns e, graças a Deus, ter conseguido alcançá-los. Têm sido possíveis e razoáveis. Além de ter mudado a clínica para Lisboa, e de ter lançado o livro Chegar Novo a Velho, que fez um enorme sucesso, agora irei apresentar um segundo livro, pois achei que fazia sentido complementar a informação do primeiro com um livro de receitas, ou não fosse o alimento o nosso principal remédio, tal como dizia o pai da medicina moderna.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras