Nas Bancas

Joana Teles: “Acho que a vida só faz sentido quando é partilhada”

A apresentadora da RTP e o marido, Pedro Costa Lopes, vão ser pais pela segunda vez dentro de quatro meses, de um rapaz, Afonso Maria.

Joana Brandão
13 de novembro de 2016, 16:00

A viver em Lisboa desde que ingressou na RTP, há nove anos, foi no seu Porto natal que Joana Teles posou para a CARAS. A segunda gravidez da repórter do Agora Nós e apresentadora do Aqui Portugal foi, naturalmente, o tema central da conversa, mas a sua experiência como mãe de Maria Inês, de três anos e meio, o seu casamento de quatro anos com Pedro Costa Lopes – com quem está há 11 anos e diz ser o seu melhor amigo e cúmplice em todos os mo­mentos –, bem como o sucesso da sua coleção de roupa para grávidas, BB Me By Joana Teles, e os seus projetos profissionais para 2017 também estiveram em cima da mesa.
– Esta gravidez foi planeada?
Joana Teles – A Maria Inês já tem três anos e meio e há algum tempo que eu e o Pedro faláva­mos em ter outro filho. O Afonso Maria aconteceu e estamos super felizes. Sempre quisemos constituir família, achamos que a vida só faz sentido quando é partilhada. É uma bênção ver os filhos crescer, educá-los da melhor forma que sabemos. O Pedro é a minha alma gémea, o meu amor, não podia estar mais feliz.
– Como é que a Maria Inês reagiu à notícia de que ia ter um irmão?
– Ela é uma doçura e diz que vai fazer tudo para ajudar com o mano. Está a ser uma delícia partilhar este momento com ela.
– Não engordou quase nada. Que cuidados está a ter?
– Com a Maria Inês engordei 13 quilos, mas desta vez estou a fazer um plano de exercício adaptado à minha situação. No entanto, não é uma coisa que me preocupe. Acho que é uma fase extraordinária e única, que deve ser vivida em pleno. Estou, sim, a mimar-me com os melhores produtos possíveis. Há 12 anos descobri a Caudalie e desde então não dispenso os cremes de corpo e rosto, e como são produtos naturais, posso continuar a usá-los durante a gravidez, o que é ótimo.
– Como surgiu a ideia de criar uma linha de roupa para grávidas?
– Quando estava à espera da Maria Inês senti vontade de vestir algo confortável que refletisse a alegria que é estar grávida. Passei para o papel algumas ideias e, apesar das mudanças de casa, nunca perdi aqueles esboços. No final de 2014, resolvi apostar nesta ideia de ter uma coleção de roupa divertida para grávidas. Contactei a fábrica Dulcídia Miranda, em Barcelos, e apesar de ser muito difícil e implicar um grande investimento, resolvi arriscar. Inicialmente fiz seis modelos de T-shirts e a respos­ta foi extraordinária. Dá-me uma grande satisfação trabalhar na minha coleção.
– Está na RTP há nove anos, que balanço faz?
– Não me sinto plenamente realizada, apesar de trabalhar seis dias por semana. Sinto que estou numa fase em que devia dar o salto, tenho capacidade para fazer outras coisas.
– Coisas de que tipo?
– Gosto de programas em que contacto diretamente com o público e gostava de o fazer de forma mais efetiva. No entanto, tenho boas perspetivas para 2017, vou arriscar numa área fora da minha zona de conforto e espero que corra tudo bem.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras