Nas Bancas

João Paulo Sousa e Adriana Gomes Nascimento: Lua-de-mel nos Açores

Depois de um casamento descontraído na Lagoa de Óbidos, uma semana em São Miguel, de mochila às costas, foi a escolha de João Paulo e Adriana para a lua de mel. Viram baleias, golfinhos, visitaram as furnas e garantem que pretendem voltar, pois deixaram muito por fazer.

CARAS
8 de outubro de 2016, 12:00

Namoraram 11 anos e quan­do Adriana Gomes Nascimento fazia um doutoramento em Espanha, João Paulo Sousa pediu-a em casamento, de joelho no chão, com muito choro à mistura. “Sou muito sensível”, confessa o apresentador da SIC, de 28 anos. “Foi um momento muito bonito”, reconhece a jovem, de 29, que trabalha no ramo farmacêutico.
A celebração aconteceu na praia, em Óbidos, no passado dia 3. E foi como sempre imaginaram. Incluindo o vestido de noiva, um modelo de praia. “Vi imensos, mas acabou por ser a minha irmã, que é designer, a fazer-me o vestido, que só chegou no dia do casamento”, explica Adriana. Mas nem isso a deixou nervosa. Já ao noivo... “Eu estava muito nervoso, só dizia parvoíces. Quando a vi... Só me apetecia chorar. Ela estava mesmo muito bonita”, confessa. “Ele chorou muito”, recorda Adriana.
O casamento foi íntimo, com pouca gente, churrasco, piscina e... sem gravata. “Foi tudo organizado por nós, com a ajuda da nossa família. Houve amigos a dizer que queriam casar-se só para terem uma festa assim”, conta João. A lua de mel foi igualmente descontraída: uma semana em São Miguel, nos Açores, de mochila às costas. “Foi uma semana de sonho. Fizemos mergulho, vimos baleias, golfinhos e tartarugas, fomos nadar na Poça da Dona Beija de noite, andámos de jipe, fomos às furnas... Temos de voltar, ficou imensa coisa por fazer”, diz o apresentador. E a sua mulher concorda: “A ilha parece um jardim. É uma aventura andar por aqui.” Curiosamente, partir à aventura não era um gosto que partilhassem, mas que desenvolveram em conjunto. “É muito fácil viajarmos os dois. Nunca discutimos, porque conseguimos sempre concordar em fazer tudo.” Fazer cedências e ter paciência são segredos para a longevidade desta relação. Mas não só. “É preciso apoiarmo-nos um ao outro”, defende Adriana. “A relação tem de ser um objetivo”, remata João.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras