Nas Bancas

Doda Miranda: “Após o meu casamento, a minha carreira deixou de ser uma prioridade”

Agora que está a divorciar-se de Athina Onassis, o cavaleiro brasileiro quer voltar a focar-se nos seus projetos profissionais.

CARAS
6 de outubro de 2016, 12:38

Doda Miranda e Athina Onassis surpreenderam ao anunciar, no passado mês de maio, que o seu casamento de dez anos tinha chegado ao fim. Desde então, pouco se sabe sobre o divórcio, além da luta entre os dois por um cavalo que a multimilionária impede o ex-marido de ver. “Regressámos dos Jogos Olímpicos e vimos um guarda-costas junto à boxe de Cornetto K. Ele nem nos deixa dar-lhe festas… Não posso sequer dar uma maçã ao meu melhor amigo! Espero que se faça justiça e que tudo volte ao normal”, escreveu o cavaleiro brasileiro no Instagram no início de setembro.
Agora, em entrevista para a revista Isto É, revelou que tem os olhos postos no futuro e que pretende voltar a centrar-se na sua carreira, algo que não fez enquanto esteve casado com Athina Onassis. “O mais importante é que o fim do meu casamento me dá liberdade para começar de novo. Antes de me casar, das minhas cinco medalhas olímpicas, já tinha quatro. Durante aquele tempo, acabei por renunciar a algumas coisas, a minha carreira deixou de ser a minha prioridade. Sempre coloquei a carreira de Athina à frente da minha, ela sonhava saltar em grandes prémios internacionais. Ela ocupava o lugar 5000 do ranking [quando nos casámos] e conseguimos colocá-la nos 100 melhores, o que é algo incrível. Para isso, tive eu de renunciar a várias coisas”, explica Doda Miranda, que tinha quase 30 anos quando conheceu a neta do multimilionário grego Aristóteles Onassis, que na altura tinha apenas 17. “Muitas vezes, durante o aquecimento, quando competíamos a horas semelhantes, eu descia do meu cavalo para vê-la saltar e o meu cavalo acabava por baixar o rendimento. Foram dez anos importantes, como treinador orgulho-me bastante do nível que ela atingiu. A provar que fiz um bom trabalho está o facto de agora que já não trabalhamos juntos ela ter passado da 120.ª para a 1400.ª posição do ranking mundial”, explica.
Athina Onassis está a ser representada por Robert Stephan Cohen, um dos melhores advogados do mundo. Foi, aliás, o mesmo que tratou do divórcio de Donald e Ivana Trump em 1990, com o qual esta última lucrou 18 milhões de euros.
Na altura em que foi tornada pública a notícia da separação, especulou-se que na origem da decisão da cavaleira estava o facto de ter descoberto infidelidades do marido, algo que este nega perentoriamente. “São rumores sem qualquer fundamento. A verdade é que até hoje não sei por que estamos separados e lamento tudo o que está a acontecer”, afirmou Doda Miranda recentemente.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras