Nas Bancas

Ana Rita Clara no fim da gravidez: “Estou mais curiosa do que ansiosa com o parto”

A apresentadora da SIC Mulher está no fim da gravidez e diz que tem recebido muitos mimos do marido, Hugo Madeira.

CARAS
7 de setembro de 2016, 15:00

Aos 36 anos, Ana Rita Clara prepara-se para ser mãe pela primeira vez, de um menino, que pode nascer a qualquer momen­to. A apresentadora da SIC Mulher conversou com a CARAS no Algarve, onde estava de férias com o marido, o médico dentista Hugo Madeira, que tem já uma filha, Benedita, de sete anos.
– Estas serão as últimas férias a dois. Tem conseguido aproveitar?
Ana Rita Clara – Viemos passar uns dias, descansar, já que o meu programa parou em agosto. Tenho procurado aliar tempos de lazer a momentos de trabalho. Mas tem dado para aproveitar os dias de sol e de calor, de que gosto tanto. Dá para comer bem, praticar desporto.
– É por causa desses hábitos saudáveis que se manteve tão elegante?
– O desporto já faz parte de mim. Não deixei de treinar, apenas fiz algumas alterações no tipo de exercícios. Depois, também tive sorte, porque nos poucos desejos que tive, apeteceu-me sempre fruta e sumos naturais.
– Tem sido uma gravidez santa?
– Só posso agradecer. Tem sido de facto uma gravidez abençoada. Não tive enjoos nem nada. Confesso que estes últimos dias de muito calor me custaram um bocadinho, mas também já são nove meses.
– O parto está previsto para quando?
– Estou agora de 35 semanas. Ele está a crescer muito bem e, segundo a minha médica, pode nascer a qualquer momento a partir das próximas duas semanas.
– Pensa no parto? Tem algum receio?
– Não estou nada ansiosa, talvez esteja mais curiosa. Mas estou só com sentimentos bons e quero muito que ele venha rapidamente, para lhe poder pegar ao colo e desfrutar do nosso filhote.
– O Hugo vai assistir ao parto?
– Ele vai estar lá, claro. Eu quero que seja parto normal, embora saiba que vai ser da forma que for melhor para a saúde do bebé. Mas o nosso amor é muito partilhado, muito cúmplice, muito próximo. O facto de ele ser médico dá-lhe tranquilidade para me acompanhar. Ele quer muito estar lá e acho fundamental que o pai acompanhe tudo para não se sentir excluído.
– Ele tem-lhe dado muitos mimos?
– Com certeza. Ele, os amigos e a família toda. Com a gravidez ficamos mais sensíveis e começamos a encarar o mundo de outra maneira, com outros receios. Não me posso queixar de nada, porque ele mima-me muito e protege-me. Tenho conseguido desfrutar ao máximo desta gravidez.
– Gosta de estar grávida?
– Desde o primeiro momento em que sabemos que estamos grávidas, há uma série de coisas que vão acontecendo. Começamos a priorizar as coisas, a relativizar, a olhar o mundo de uma outra maneira. Eu acho que cada hora, cada minuto, cada segundo que passa eu cresço também com o meu filho. É uma emoção muito grande um admirável mundo novo.
– Como lidou com as alterações do corpo?
– Essa era a grande incógnita. Tinha medo de deixar de ser ativa, mas não. Com os exercícios e a alimentação certa, foi surpreendente a forma como o meu corpo mudou. Estou fascinada com o meu corpo. Faz-nos sentir emoções, coisas fantásticas.
– Já escolheram o nome do bebé?
– Temos uma lista, mas acho que só vamos decidir quando o tivermos nos braços.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras