Nas Bancas

Ivo Ferreira faz declaração apaixonada a Margarida Vila-Nova: “Ela é a minha musa”

O cineasta dirigiu a mulher em ‘Cartas da Guerra’, um filme inspirado no livro ‘D’este Viver Aqui Neste Papel Descripto’, de António Lobo Antunes. Na antestreia desta longa-metragem, em Lisboa, Ivo e Margarida trocaram elogios, mostrando a sua cumplicidade dentro e fora de casa.

CARAS
3 de setembro de 2016, 12:00

Casados há oito anos e pais de dois rapazes, Martim, de sete anos, e Dinis, de quatro, Margarida Vila-Nova e Ivo Ferreira são parceiros tanto na vida como no trabalho. Em Cartas da Guerra – uma longa-metragem inspirada na correspondência trocada durante a Guerra Colonial entre António Lobo Antunes e a sua primeira mulher, Maria José, e que se encontra reunida no livro D’este Viver Aqui Neste Papel Descripto – o realizador voltou a dirigir a mulher, uma experiência muito gratificante para ambos, como assegurou a atriz: “Além de sermos marido e mulher, gostamos muito de trabalhar um com o outro. O Ivo é cineasta, eu sou atriz e temos muito respeito pelo trabalho um do outro. E entre nós há um entendimento e uma cumplicidade que transportamos para o cinema. Este não foi o primeiro projeto em que trabalhámos juntos e não será o último, certamente. No final do ano, começamos mais uma longa-metragem em Macau. Somos uma boa equipa.”
Apesar de ser muito discreto no que diz respeito à sua vida pessoal, Ivo partilhou a admiração que sente pela mulher: “Ela é a minha musa, senão não dormia com ela todos os dias.”
Já com planos para regressarem a Macau, onde vivem há quatro anos e meio, o cineasta e a atriz conseguiram ainda desfrutar de alguns dias de descanso no sul do país. “Este ano conseguimos vir nas férias do verão e já estivemos no Alentejo e no Algarve”, revelou Margarida.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras