Nas Bancas

RTSDEX3.jpg

Reuters

Chris Brown em liberdade após pagar caução

O ‘rapper’ foi detido após ser acusado de agressão com arma de fogo por uma mulher cuja identidade não foi revelada.

CARAS
31 de agosto de 2016, 16:40

Chris Brown pagou cerca de 223 mil euros para sair em liberdade depois de ter sido detido esta terça-feira, 30 de agosto, em Los Angeles, Estados Unidos. O cantor, de 27 anos, passou menos de 24 horas na esquadra para onde foi levado depois de uma mulher – cuja identidade não foi revelada – o ter acusado de agressão com arma. “O Chris saiu e está bem. As acusações que recaem sobre ele são falsas”, afirmou o advogado do músico, Mark Geragos, através do Twitter.
O site de celebridades TMZ adianta que a alegada vítima se encontrava em casa de Chris Brown, com um grupo de amigos deste, e diz ter sido ameaçada com uma arma apenas por ter sido vista a admirar uma das joias do artista.
Inicialmente, Brown tentou impedir que as autoridades entrassem na sua residência, alegando a falta de um mandado de busca, e até publicou vídeos no Instagram a insinuar que estava a ser vítima de violência policial por ser negro. “Têm de parar com esse jogo. Apresentam-me como o mau da fita, como se estivesse a ficar louco. Mas não é assim. Quando conseguirem o mandado que precisam, poderão entrar. E não vão descobrir nada idiotas. A polícia é o pior gangue do mundo”, afirmou nas redes sociais.
Recorde-se que o rapper tem constantemente problemas com as autoridades, seja por desacatos ou por questões relacionadas com o consumo de drogas. O episódio de violência que se tornou mais mediático remonta a 2008, quando agrediu a então namorada, a cantora Rihanna, deixando-a com ferimentos na cara e obrigando-a a cancelar a performance nos Grammy Awards, agendada para o dia seguinte. Foi condenado a cinco anos de liberdade condicional, terapia e 180 horas de trabalho comunitário.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras