Nas Bancas

GettyImages-50910856.jpg

Getty Images

Rótulo dos medicamentos encontrados em casa de Prince falsificado

As substâncias que o artista tinha na sua posse são 50 vezes mais fortes que a heroína.

CARAS
23 de agosto de 2016, 18:05

Os medicamentos que causaram a morte de Prince são mais fortes do que as autoridades inicialmente pensaram. De acordo com fontes citadas pela agência noticiosa Associated Press, os medicamentos encontrados são um opiáceo 50 vezes mais forte que a heroína, embora estivessem rotulados como Watson 385, um medicamentos que resulta da mistura de paracetamol e D-hidrocodeína, também da família dos opiáceos, embora numa versão mais fraca.
Os registos mostram que Prince não tinha na sua posse receitas para nenhuma das substâncias e está por apurar como obteve as mesmas. Os resultados da autópsia revelados em junho já tinha concluído que a causa da morte foi uma overdose acidental de opiáceos, medicamentos utilizados para aliviar as dores.
O artista pop foi encontrado morto no elevador do estúdio da sua residência, no Minnesota, no passado dia 21 de abril.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras