Nas Bancas

Joana de Sousa Cardoso: “Foi uma gravidez planeada”

Um ano depois do seu casamento com Amâncio Santos, a arquiteta está grávida de 20 semanas, de uma menina. Até ao nascimento da primeira filha em comum, previsto para dezembro, o casal vai aproveitar todos os momentos para namorar. Feliz com esta nova fase, Joana contou que esta gravidez teve de ser bastante questionada, devido ao cancro de mama que teve há oito anos.

CARAS
7 de agosto de 2016, 14:00

Depois de há oito anos ter venci­do um cancro na mama e de há três ter retirado um nódulo que se revelou benigno, Joana de Sousa Cardoso vive agora dias felizes, já que está grávida de 20 semanas, de uma menina. “Foi um bebé bastante planeado. Foi tudo muito falado com os meus médicos e questionado se seria possível ou não e quais seriam os riscos. Passado isso tudo, decidimos que era o que queríamos e, felizmente, aconteceu rapidamente. A verdade é que nunca sabemos aquilo que a vida nos reserva...”, desabafou a arquiteta, durante uma manhã passada na praia, em Vilamoura, na companhia do marido, Amâncio Santos.
Já recuperada dos primeiros três meses, em que, à semelhança da sua primeira gravidez – de Afonso, de doze anos –, passou pela fase de enjoos e sono, Joana contou como está a viver esta fase e comparou as duas gestações: “Na altura em que fiquei grávida do Afonso tinha 21 anos e era uma miúda porreiríssima, inconsciente e imatura [risos]! Hoje em dia tenho outra consciência, outra história de vida, e acho que se calhar até vivo esta gravidez com mais preocupação, graças ao conhecimento de outras realidades e por saber que a vida não é tão cor-de-rosa como a planeamos. É uma gravidez mais consciente, mas igualmente feliz. Tive a sorte de ter duas gravidezes muito felizes, com duas pessoas de que gosto muito ao meu lado [Mico da Câmara Pereira, pai de Afonso, na primeira, o atual marido nesta segunda] e cheia de saúde. Acho que não poderia ser melhor.”
A bebé, que ainda não tem nome escolhido, vai juntar-se a Afonso, e a Núria, filha do anterior casamento do personal trainer: “Não podia ficar mais feliz. Não que não ficasse infeliz se fosse um rapaz, pois tenho o exemplo que tenho do Afonso, que é das crianças mais queridas e carinhosas que conheço. E já tenho a Núria, que é como se fosse minha filha, mas esta vem consolidar ainda mais tudo o que temos.”
De parte ficará a vontade de amamentar, já que Joana não preten­de correr riscos, mas relativiza o assunto com algum humor: “O meu tumor é hormono­dependente e deve ser possível amamentar, mas não quero fazê-lo, é melhor assim. É um risco grande, já que há uma série de transformações no peito que me trazem alguns receios. Posso não perceber se será um nódulo ou do leite. E além disso, ela ficaria com um défice de alimentação por só mamar de um lado [risos]! A verdade é que é uma fase cansativa e exigente, não quero ter de me preocupar com outras questões.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras