Nas Bancas

Morreu Moniz Pereira, 'o Senhor Atletismo'

Mário Moniz Pereira morreu hoje, aos 95 anos, anunciou o Sporting Clube de Portugal, clube que representou como dirigente, treinador e atleta, através da sua página de Facebook.

31 de julho de 2016, 23:34

Mário Moniz Pereira, antigo treinador de Carlos Lopes, medalha de ouro em Los Angeles, em 1986, morreu hoje, aos 95 anos, anunciou o Sporting Clube de Portugal, clube que representou como dirigente, treinador e atleta, através da sua página de Facebook.
"O Sporting CP lamenta informar a morte do professor Mário Moniz Pereira, com 95 anos, pelo qual está de luto. O professor Mário Moniz Pereira é o símbolo máximo do ecletismo do Sporting CP e desporto nacional. O clube endereça as mais sentidas condolências à família e amigos", revela a nota publicada pelo Sporting.
Mário Alberto Freire Moniz Pereira nasceu a 11 de fevereiro de 1921, em Lisboa. Licenciou-se em Educação Física no Instituto Nacional de Educação Física de Lisboa, onde também deu aulas durante 27 anos. O desporto sempre fez parte da sua vida e desde muito novo dedicou-se a várias modalidades, entre elas futebol, voleibol, basquetebol, andebol, hóquei em patins, ténis de mesa e atletismo.
O ‘Senhor Atletismo’, como era conhecido, sagrou-se campeão universitário de Portugal de triplo salto e recordista nacional. Em 1939 começou a praticar ténis de mesa no Sporting e, seis anos depois, passou a treinar a equipa de atletismo do clube e a dar aulas de ginástica. Pelas suas mãos passaram grandes atletas que inscreveram Portugal na história do desporto mundial. Entre eles Álvaro Dias,Domingos Castro, Armando Aldegalega, José Carvalho, Hélder de Jesus, Carlos Lopes,Fernando Mamede e Dionísio Castro.
Acompanhou 12 Jogos Olímpicos, cinco Campeonatos do Mundo, 13 Campeonatos da Europa, 15 Taças da Europa, 22 Campeonatos do Mundo de Corta Mata e 18 Taças dos Clubes Campeões Europeus de Corta Mato na qualidade de técnico, jornalista e selecionador de atletismo. Ainda nesta modalidade, enquanto treinador conquistou para o Sporting 30 Campeonatos Nacionais de Pista Masculinos (entre 1946 e 1988), 24 Campeonatos Nacionais de Pista Femininos (entre 1946 e 1987), 33 Campeonatos Nacionais de Corta Mato Masculinos (entre 1948 e 1991) e 12 Taças dos Clubes Campeões Europeus de Corta Mato (entre 1977 e 1992).
Mas também no voleibol deu alegrias ao seu clube, uma vez que se sagrou campeão nacional, como jogador, entre 1954 e 1956.
Entre 1970 e 1971 foi preparador físico da equipa de futebol do clube de Alvalade, na altura treinada por Fernando Vaz. No primeiro ano foi campeão nacional e no segundo conquistou a Taça de Portugal.
Dirigiu o Estádio Nacional entre 1976 e 1983 e em 1982 presidiu à Comissão de Apoio à Alta Competição. Diretor técnico da Federação Portuguesa de Atletismo, Selecionador Nacional de Atletismo e de Voleibol, Presidente da Comissão Central de Árbitros de Voleibol e Árbitro Internacional no Campeonato do Mundo de Paris, em 1956, são também alguns dos cargos que ocupou ao longo da sua carreira.
Mário Moniz Pereira recebeu os seguintes prémios pela sua dedicação ao desporto: Medalha de Mérito Desportivo (em 1976 e 1984), Comenda da Ordem do Infante D. Henrique (1980), Comenda da Ordem de Instrução Pública (1984), Medalha de Mérito em Ouro (1985), eleito Conselheiro da Universidade Técnica de Lisboa (1985), galardão da Ordem Olímpica (1988), condecorado com o grau de Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (1991).
Moniz Pereira era o sócio número 2 do Sporting Clube de Portugal.
Em 2013, na XVIII Gala dos Globos de Ouro, o Professor Mário Moniz Pereira recebeu o Globo de Ouro de Mérito e Excelência.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras