Nas Bancas

Margarida Neuparth e Adrien Silva felizes com a família que estão a construir

O jogador do Sporting Clube de Portugal e a companheira já são pais de Santiago, de dois anos, e de Thomas, de cinco meses. Juntos há cinco anos, Margarida e Adrien vão em breve oficializar a sua relação.

Marta Mesquita
2 de julho de 2016, 10:00

Como jogador do Sporting Clube de Portugal, Adrien Silva, de 27 anos, tem uma profissão muito exigente, na qual a pressão para obter bons é uma constante. Contudo, é em casa, ao lado da companheira, Mar­garida Neuparth, de 28 anos, que vive o seu maior desafio. Pais de Santiago, de dois anos, e de Thomas, de cinco meses, o futebolista assegura, com humor, que “andar a correr atrás do Santiago é mais cansativo do que fazer dois treinos no mesmo dia.” Mas é também com descontração e alegria que encaram todas as aventuras da paternidade, tendo a certeza de que “os filhos compensam tudo”, como garante Margarida.
Aproveitando uma tarde de primavera, o casal posou com os filhos e partilhou as emoções e desafios do seu lado mais privado.
– Se um filho já muda muito a vida de um casal, dois torna tudo ainda mais exigente...
Adrien Silva
– A vida mudou muito com a chegada do Thomas. Ter dois filhos exige uma grande organização, sobretudo com a minha vida profissional. Mas temos conseguido encontrar as soluções. O mais desafiante é gerir o meu descanso durante o dia, até porque gosto de acompanhá-los em todos os momentos.
Margarida Neuparth – É difícil, mas estamos a adaptar-nos. Além desta nova realidade, também mudámos recentemente de casa e a logística ainda se torna mais complicada.
– Que tipo de pai é o Adrien?
– É maravilhoso. Sempre achei que iria ser um grande pai e não defraudou as minhas expectativas. Ajuda-me em tudo o que pode.
Adrien – Em casa sou muito tranquilo. Claro que às vezes também dou um raspanete. Tento ser o pai da brincadeira, mas que consegue, ao mesmo tempo, impor regras. Contudo, não quero chegar a casa depois de ter estado fora três dias e ser logo o pai que ralha.
– A Margarida já confessou que gostava de ter uma menina. Pensam no terceiro filho?
Margarida – Ainda não desisti da ideia de termos uma menina, mas não para já. O nosso plano de ter mais filhos todos seguidos foi alterado! Precisamos de uma pausa.
Adrien – Por causa da exce­lente relação que tenho com o meu irmão, sempre disse que queria muito ter dois rapazes. E espero que os meus filhos tenham também essa união. A Margarida e eu estamos de acordo em esperarmos mais tempo para termos um terceiro filho. Também queremos desfrutar do crescimento deles e ter o nosso tempo a dois.
– E com dois filhos pequenos há tempo para namorarem ou, neste momento, estão totalmente dedicados ao papel de pais?
Margarida – Felizmente, temos a ajuda das nossas famílias e amigos. De vez em quando conseguimos ir jantar os dois. Quando o Santiago era bebé, era incapaz de deixá-lo nem que fosse por umas horas. Agora já sou. No entanto, nunca fomos passar uma noite fora sem eles. Quando os dois dormem, temos o nosso tempo. Não deixamos de cuidar do casal que somos. O amor nunca pode ser esquecido.
– Mas os filhos são uma prova de fogo para qualquer casal…
– Sim, completamente. As pessoas que acham que os filhos prendem alguém estão enganadas, porque é exatamente o contrário. Os filhos são uma prova de força, de amor... É como se estivéssemos a fazer um triatlo que temos de superar juntos.
Adrien – Sem dúvida que os filhos são uma prova de fogo para um casal, porque muita coisa muda. A nossa paciência e o nosso estado de espírito alteram-se por completo. Temos de ter tudo planeado, o que não deixa espaço para o improviso. Não tem sido tudo um mar de rosas, mas isso tam­bém nos ajuda a crescer enquanto casal. É bom ver que ainda temos muito para partilhar e que não estamos a estagnar.
– Mas quando a prova é superada, o casal fica mais forte e unido...
Margarida
– É verdade. De­pois dos filhos temos muitas mais certezas de que é mesmo isto que queremos. E apesar do trabalho, os filhos compensam tudo.
Adrien – Sim, os nossos sentimentos saíram fortalecidos.
Margarida – Acima de tudo, somos amigos. Na nossa relação há muito diálogo.
Adrien – Fomo-nos moldando um ao outro e, ao longo destes anos, percebemos que a sin­ceridade tem sempre de pre­valecer. Só com essa honestidade é que uma relação consegue evoluir.
– Se dentro de casa são um casal como qualquer outro, na rua o Adrien é um jogador muito conhecido. Já se habituaram a esse lado mediático?
Margarida
– Não, e é difícil habituar-me. Às vezes seria bom estarmos num parque sem sermos abordados, como qualquer outra família. Mas faz parte e o Adrien adora os seus fãs. Ele nunca recusou nada e até gosta desse lado.
Adrien – Tentamos ser uma família normal. Claro que há sempre o lado mediático, mas temos de aprender a viver com isso. E a nossa vida não é nada má, não me posso queixar. Já consegui realizar grande parte dos meus sonhos pessoais e profissionais.
– Estão a preparar o casamento. Podem revelar pormenores?
Margarida
– Vai ser no verão e vamos casar-nos pela igreja. Ainda estamos a tratar de vários pormenores, mas posso dizer que está tudo a ficar exatamente da maneira como queríamos.
Adrien – Preparar um casamento não é fácil! Mas está a ser uma altura muito feliz. Queremos unir as nossas famílias e celebrar a família que estamos a criar.
– É importante darem esse passo já com os vossos filhos presentes?
Margarida
– Queria que tivesse sido entre o Santiago e o Thomas, mas o Adrien sempre disse que queria casar-se quando tivesse dois filhos. E quando estava grávida do segundo, ele pediu-me em casamento. Preferia que tivesse sido mais cedo, por uma questão feminina:
porque gostava que o meu corpo já estivesse mais em forma [risos].
– A Margarida era professo­ra de dança, mas tem estado totalmente dedicada à família. Pensa voltar a ter uma atividade profissional?
– Quando o Thomas tiver idade para ir para a escola, quero voltar a dedicar-me a um projeto meu. É muito importante para mim. Preciso também do meu tempo e de me sentir útil fora de casa. Quero ocupar a minha cabeça com outras coisas além dos meus filhos. E eu gosto de trabalhar. Tirei Gestão Hoteleira e quero fazer algo nessa área.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras