Nas Bancas

Bárbara Guimarães faz novas revelações em tribunal

Na última audiência do processo de violência doméstica e difamação, a apresentadora continuou a ser interrogada pelo seu advogado. Para a semana começa a responder às perguntas da defesa de Manuel Maria Carrilho.

Vanessa Bento
29 de junho de 2016, 11:19

Bárbara Guimarães revelou esta terça-feira, dia 28, em tribunal que, enquanto arrumava os livros de Manuel Maria Carrilho, já depois da separação, encontrou um arquivo feito pelo ex-ministro com recortes de artigos e entrevistas dadas pela apresentadora desde que se casaram. "Achei tudo meticuloso, causou-me repulsa e muita impressão", começou por explicar, assumindo que Carrilho sempre teve necessidade de "controlar" tudo o que Bárbara dizia na comunicação social. "Ele precisava muito de ser elogiado para estar bem-disposto e para me tratar bem. E eu sempre quis transmitir a ideia de que estava tudo bem e que não havia problemas entre nós. Valorizava-o sempre para não ter chatices com ele e para manter essa imagem de felicidade. Na altura não ia dizer mal dele publicamente. Não faria sentido assumir aos jornalistas que as coisas não estavam bem entre nós", confessou.
A apresentadora, que admitiu recorrer a um anti-inflamatório para controlar as dores que sentia no corpo depois das agressões físicas de que era, alegadamente, vítima, explicou que depois do divórcio decidiu mudar de casa por questões de segurança. "Saí de minha casa porque tinha sempre o carro dele à porta, porque ele adquiriu uma casa quase colada à minha e porque achei que uma mudança seria boa para as crianças. E queria uma casa o mais segura possível, com porteira e com garagem para que o meu ex-marido não pudesse controlar as entradas e as saídas".
Bárbara Guimarães revelou ainda que, depois da publicação do livro Pensar o Mundo, escrito por Manuel Maria Carrilho, o professor universitário lhe pediu para o ajudar na venda do livro: "Acabei por comprar 2500 euros de livros diretamente ao editor", afirmou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras