Nas Bancas

PCrispim.jpg

DR

Boas companhias: Pedro Crispim e Chico

Um gato que adotou no início de maio.

CARAS
12 de junho de 2016, 18:00

“O Chico chegou à minha vida de forma planeada. Foi uma ideia amadurecida com o tempo”, conta Pedro Crispim, apresentando, entusiasmado, o gato que adotou no início deste mês.
Nunca me passou pela cabeça comprá-lo. A adoção era a única forma de tornar isto possível e a verdade é que foi ele quem me adotou. Eu deixei-me adotar”, conta o stylist, revelando que o seu gato, de três anos, “não era o mais bonito nem o mais jovem” e tinha um passado de maus tratos e abandono.“Só posso agradecer à SOS Animal por terem cuidado tão bem deste novo membro da minha família.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras