Nas Bancas

Johnny Depp já respondeu às acusações de violência doméstica de Amber Heard

Representantes do ator e cantor garantem que a atriz apenas está interessada em lucrar com o divórcio.

CARAS
29 de maio de 2016, 10:15

Amber Heard conseguiu esta sexta-feira, 27 de maio, uma ordem de restrição contra Johnny Depp por este alegadamente a ter agredido. A jovem atriz, de 30 anos, compareceu com marcas no rosto em tribunal – e com fotografias que alegadamente provam outros episódios de violência – e o ator ficou impedido de se aproximar da ainda mulher até à próxima sessão de julgamento por causa do divórcio, marcada para o final de junho.
Embora Depp tenha emitido um comunicado a dizer que não faria comentários acerca da sua vida privada e das especulações em torno da sua separação, os seus representantes legais já vieram a público dizer que estas acusações de violência doméstica não têm fundamento e que o único objetivo de Amber Heard é extorquir dinheiro ao guitarrista dos Hollywood Vampires. “A Amber está a tentar conseguir um acordo financeiro rápido ao alegar que sofreu agressões. O pedido de ordem de restrição e as exigências financeiras [a atriz terá pedido uma pensão de alimentos, bem como o direito aos bens e à fortuna adquirida durante os 15 meses em que estiveram casados] parecem ser uma resposta à atenção negativa que recebeu da imprensa após o pedido de divórcio. Agora o Johnny não pode proteger nenhum dos dois do escrutínio dos media e a raiva de Amber não poderá certamente continuar a guiar este processo”, pode ler-se no comunicado emitido.
A atriz acusa a estrela de Piratas das Caraíbas de violência física e verbal e apresentou pedido de divórcio na passada segunda-feira, dia 23, após um episódio mais agressivo em que o marido lhe terá batido com o iPhone na cabeça, deixando-a depois prostrada no chão, segundo relatou numa declaração apresentada em tribunal. Segundo a mesma, as agressões duram há seis meses. “Vivo aterrorizada com a possibilidade de ele regressar a casa sem avisar para me torturar física e emocionalmente”, escreveu ainda Amber Heard, esclarecendo que os episódios violentos aconteciam sempre que discordava ou questionava a autoridade do marido.
Os dois atores conheceram-se no set de rodagem do filme Um Diário a Rum e casaram-se em segredo na ilha do ator nas Bahamas, em fevereiro de 2015. A notícia da separação surge alguns dias depois da morte da mãe do ator, Betty Sue Palmer, aos 83 anos, vítima de doença prolongada.
Antes de se apaixonar por Amber Heard, Johnny Depp partilhou a sua vida durante 14 anos com a modelo e atriz francesa Vanessa Paradis, mãe dos seus dois filhos, Lily-Rose, de 17 anos, e Jack, de 14.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras