Nas Bancas

DSC00773.jpg

DR

Boas Companhias: Diogo Piçarra e Sia

"Já tinha comprado uma caixa de areia azul quando descobri que o gatinho era, afinal, uma gatinha!

CARAS
24 de abril de 2016, 18:00

Natural de Faro, Diogo Piçarra quis adotar um gato para lhe fazer companhia em Lisboa. “Nós temos um cão de família no Algarve mas, com as minhas rotinas e com os concertos, era impossível ter um comigo”, conta o músico, de 25 anos, que acabaria por se apaixonar pela sua gata, Sia. “Na verdade eu queria um gato, pois não queria ter problemas com filhotes. Já tinha comprado uma caixa de areia azul e uma placa a dizer bem-vindo quando descobri que o gatinho era, afinal, uma gatinha! Não tinha sequer um nome pensado para uma gata e, como na altura ouvia muito músicas da Sia [cantora e compositora australiana], foi o primeiro nome que me ocorreu e foi esse que ficou”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras