Nas Bancas

Lily Allen em lágrimas na televisão

A cantora contou o tormento que foi perseguida durante sete anos por um homem.

CARAS
21 de abril de 2016, 17:24

Após sete anos a sofrer em silêncio, Lily Allen resolveu tornar pública a situação que tem vindo a atormentá-la. Visivelmente fragilizada, a cantora, de 30 anos, contou no programa Newsnight, da BBC, que foi perseguida durante sete anos por um homem, que, inclusivamente, invadiu a sua casa. Allen revelou que o primeiro contacto com Alex Gray remonta a 2008 e aconteceu através do Twitter, tendo este depois começado a rondar a sua casa e a deixar ameaças e notas de suicídio. Já em 2015, o homem entrou em casa da artista. “Estava na cama e comecei a ver o manípulo da porta a mexer e foi aí que ele entrou a gritar. Percebi que estava nervoso e aborrecido. Recuei até à minha cama e ele tirou o edredão e correu até ao outro lado da cama, continuando sempre a gritar, estava obcecado e agressivo. Vi que tinha algo debaixo da camisola”, recorda Lily Allen, antes de adiantar que estava um amigo em sua casa que a ajudou a chamar a polícia e a expulsar o intruso. Nessa mesma noite, as filhas da cantora –Ethel, de quatro anos, Marnie, de três – estavam a dormir no quarto ao lado, o que a deixou ainda mais assustada. Já depois do sucedido, percebeu que a sua carteira tinha desaparecido.
Os tempos que se seguiram foram difíceis, recorda, e apesar de saber que Alex Gray terá de responder em tribunal por roubo e assédio, a artista confessa que só se sentirá em segurança quando a sentença for tornada em pública, o que deverá acontecer já no mês de maio.
Contudo, Lily Allen garante que não guarda rancor ao agressor porque “sofre de uma doença mental”, mas culpa a sociedade e o sistema “porque falhou e não soube dar-lhe o acompanhamento necessário”. “Enquanto ele não receber o tratamento e a ajuda que precisa, não estarei a salvo. Podem prendê-lo, mas um dia ele sairá. A vítima nunca está livre de perigo”, conclui sem conter as lágrimas.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras