Nas Bancas

Júlia Pinheiro acarinhada pela família em novo passo profissional

“Aprendi que a tranquilidade tem que ser vivida no momento, porque nos foge em três tempos.” (Júlia Pinheiro)

CARAS
31 de março de 2016, 15:00

Na Casa do Futuro, em Lis­boa, com o espaço cheio de fami­liares e amigos, Júlia Pinheiro apresentou a sua nova revista digital, em formato de aplicação para smartphone ou tablet: Júlia – De bem com a vida.” Um lema que define a apresentadora, de 53 anos, otimista inveterada. “Andámos vários meses a trabalhar, estivemos quase a lançar a aplicação em setembro/outubro, mas depois a minha filha Carolina adoeceu e não foi possível. Agora estou muito contente, estamos cá todos. É um momento de tranquilidade e eu aprendi que a tranquilidade tem que ser vivida no momento, porque nos foge em três tempos.” A filha, recorde-se, foi internada na sequência de uma anorexia nervosa, da qual se mostra recuperada.
A nova aplicação pro­mete mostrar outro lado de Júlia Pinheiro. “Muita da nossa personalidade televisiva é feita à medida das expectativas do público, os programas que fazemos não são espaços confessionais. A partir de agora as pessoas vão poder ver quem sou, o que é que me preocupa. Espero que descubram as minhas paixões e, sobretudo, encontrem informações importantes sobre saúde ou causas cívicas, entre muitos outros temas.”
Durante a apresentação, os filhos da apresentadora, orgulhosos, desdobraram-se em elogios à mãe e mostraram-se surpreendidos, como explicou Rui Maria Pêgo: “Fiquei muito surpreendido quando vi o produto final, porque pensei que a minha mãe não percebia nada destas coisas e afinal percebe de tudo. Sabe tudo sobre o futuro da comunicação e, mais importante do que sabermos fazer aquilo que fazemos, é importante ter olho no futuro e esta app é isso mesmo. Acho que a minha mãe tem uma força extraordinária e este lema é algo que sempre nos acompanhou, não há a menor dúvida de que é verdade e é bom perceber que tudo é possível e ela está a conseguir.” Um sentimento partilhado pelas gémeas Carolina e Matilde, que gostaram da aplicação e elogiaram a boa forma da mãe: “É ótimo saber que, com 50 anos, a nossa mãe está assim, linda de morrer. Espero que os genes estejam em nós. [risos]”
Reservado mas sempre atento à mulher, Rui Pêgo partilhou também a sua satisfação com o novo projeto e garantiu que o mérito pertence a Júlia Pinheiro: “Não dei dicas, lá em casa não falo [risos]. Em casa temos uma regra, eu não falo da RTP e ela não fala da SIC. Obviamente, como profissionais da mesma área discuti­mos as opções e o futuro.” Sobre o sucesso de uma união de tantos anos, esclareceu: “Não há segredos. Não há nenhuma relação, seja de amizade ou de amor, que se mantenha viva e que valha a pena sem se construir todos os dias, e todos os dias é uma luta.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras