Nas Bancas

Hugh Jackman revela os segredos de um casamento feliz

O ator celebra em breve 20 anos de união com Deborra-Lee Furness.

CARAS
30 de março de 2016, 18:19

Começaram a namorar há mais de duas décadas e no próximo mês comemoram o 20.º aniversário de casamento. O segredo? O protagonista desta história feliz, o ator Hugh Jackman, explica: “Primeiro é preciso ter objetivos comuns e depois, e mais importante, é pensar todos os dias que mulher feliz é sinónimo de vida feliz. É esse o segredo. E estamos quase a festejar 20 anos de casados”.
A revelação foi feita durante uma entrevista para a televisão australiana, dois dias depois da família ter vivido momentos assustadores durante umas férias na praia, quando os filhos do casal, Oscar e Ava, foram arrastados pela corrente e quase se afogaram. Mas graças ao sangue frio e rapidez do ator e à ajuda de outro homem e dos salva-vidas, os jovens rapidamente foram retirados da água.
Recorde-se que Hugh Jackman, de 47 anos, e a produtora Deborra-Lee Furness, de 60, se conheceram em 1995 nas gravações do programa da televisão australiana Correlli. Os dois ficaram noivos meses depois e casaram-se em abril de 1996 em Melbourne, Austrália. Após Debora-Lee sofrer dois abortos, adotaram Oscar e Ava, hoje com 15 e 10 anos, respetivamente.
Já no início deste ano, durante uma participação no programa de Ellen DeGeneres, o ator mostrou que continua apaixonado pela mulher como no início do namoro. “A nossa relação está cada vez melhor. É mesmo verdade. Ela é mesmo a melhor coisa que me aconteceu”, confessou, antes de recordar os primeiros encontros: “Ela era a estrela [do programa] e senti logo um fraquinho por ela. Todos os homens sentiam. Toda a equipa estava rendida a ela e eu sentia-me embaraçado por isso e não falei com ela durante a primeira semana. Depois organizei um jantar e convidei-a a ela e mais 20 pessoas, mais ou menos. E a certa altura ela disse-me: ‘ Há algum problema? Aborreci-te com alguma coisa? Não falas comigo. Fiz algo errado?’. E eu, que já tinha bebido uns copos a mais, disse-lhe: ‘Olha, estou apaixonado por ti, mas vou ultrapassar isso’. E foi nessa altura que ela admitiu que também se sentia atraída por mim. E foi assim que a nossa história começou”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras