Nas Bancas

Resposta de ator de 'Prison Break' a críticas sobre a sua forma física surpreende

O ator foi ridicularizado e assumiu que sofre de depressão e já teve pensamentos suicidas.

CARAS
29 de março de 2016, 16:36

Depois de ter sido criticado nas redes sociais por ter uns quilos a mais, Wentworth Miller, ator que ficou conhecido por protagonizar Prison Break, decidiu falar publicamente sobre a sua luta contra a depressão e as várias tentativas de suicídio que já fez. Em causa está um meme do ator em que se compara o corpo musculado que tinha na altura que vestiu a pele de Michael Scofield na série e uma imagem onde aparece com uma t-shirt vermelha, com um visual mais descuidado e com mais alguns quilos. A imagem publicada pelo site masculino The LAD Bible estava acompanhada da seguinte legenda: “Quando sais da prisão e descobres o monopólio do McDonalds”.
Num longo texto publicado no Facebook, o britânico de 43 anos, que há três anos assumiu publicamente a sua homossexualidade, explicou os sentimentos que esta sátira lhe provocou. “Descobri que sou alvo de um ‘meme’ na Internet. Não é a primeira vez. Contudo, este destaca-se dos outros”, começa por escrever Wentworth Miller que em 2010 passou por uma fase marcada pela depressão e por várias tentativas de suicídio. "Lido com a depressão desde miúdo. É uma batalha que me tem custado tempo, oportunidades, relações e milhares de noites sem dormir", conta, esclarecendo que 2010 foi mesmo o pior ano da sua vida adulta e que se refugiou na comida. "Virei-me para a comida. Podia ter sido qualquer coisa. Drogas. Álcool. Sexo. Mas comer tornou-se naquela coisa pela qual eu ansiava, que me ajudava a continuar. (…) Quando me revejo naquela T-shirt vermelha, um sorriso raro na cara, lembro-me da minha luta. A minha resistência e a minha perseverança perante todos os tipos de demónios", explica.
Entretanto, a publicação online responsável pela sátira já fez um pedido de desculpas público ao ator. “Publicámos duas imagens na nossa página de Facebook, mas queremos dizer que agimos muito, muito mal. A saúde mental não deve ser alvo de brincadeiras ou risotas”, pode ler-se.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras