Nas Bancas

Ricardo Carriço, aos 51 anos: “Estou bem comigo próprio e com os outros”

O ator escolheu um fato do alfaiate Rui Araújo, feito à medida, para o jantar no qual recebeu o prémio de homem mais elegante de 2015.

Joana Carreira
27 de março de 2016, 10:00

O charme e a beleza clássica de Ricardo Carriço voltaram a dar-lhe o título de homem mais elegante na eleição da CARAS. Contente por ter recebido mais um prémio – já vencera em 2014 e conquistou o segundo lugar no ano passado –, o ator, de 51 anos, defendeu que a elegância passa sobretudo pela educação. “Considero-me uma pessoa bem educada e esforço-me para o ser”, afirmou no jantar em que lhe foi atribuído o galardão.
– Acha-se um homem elegante?
Ricardo Carriço – Considero que estou bem comigo próprio e, acima de tudo, relaciono-me bem com os outros. Sou exatamente a mesma pessoa que ganhou o prémio há dois anos.
– Costuma ser atento às tendências?
– Não, de todo. Posso ser curio­so e olhar para algumas coisas. A moda tem de ser adaptada a nós e não o contrário. Mas acho que se banalizou. Costumo dizer que sou de uma geração onde havia muito cuidado quando se saía à noite e penso que isso se perdeu. As pessoas estão um bocadinho mais descuidadas.
– Sente saudades desses tempos?
– Não, apenas sinto que as pessoas têm falta de amor próprio, se é que se pode chamar assim.
– O que nunca pode faltar no seu guarda-roupa?
Jeans e T-shirts.
– Tem cuidados com a sua imagem?
– Sempre me preocupei. Gosto de olhar para o espelho e estar bem. Somos uma máquina e ela por vezes tem de ir às revisões. Faço desporto diariamente e tenho cuidado com a alimentação. Não vejo que seja nada mais que respeito pelo próprio corpo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras