Nas Bancas

Rolling Stones dizem aos cubanos que "os tempos estão a mudar"

A mítica banda britânica arrastou mais de meio milhão de pessoas para o concerto de sexta-feira à noite em Havana.

Lusa
26 de março de 2016, 12:33

O vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger, disse na sexta-feira que "os tempos estão a mudar" às centenas de milhar de pessoas que estiveram no primeiro concerto da banda em Cuba, país que baniu o 'rock' durante décadas.
"Sabemos que há alguns anos era difícil ouvir a nossa música em Cuba, mas aqui estamos nós", afirmou Mick Jagger, em espanhol. "Penso que os tempos estão a mudar verdadeiramente", acrescentou, reforçando: "É verdade, não é?".
Recorde-se que os Rolling Stones deram um concerto, gratuito e sem precedentes em Cuba,que levou ao recinto desportivo de Havana uma multidão heterógena onde havia famílias inteiras, locais e turistas, jovens e adultos já de idade avançada.
Horas antes do início do concerto, três quartos do recinto estava já cheio e milhares de pessoas ficaram bloqueadas nas ruas em redor, sem conseguir entrar, mas vibrando com o espetáculo, perfeitamente audível nas redondezas e até visível a partir de determinados pontos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras