Nas Bancas

Taís Araújo satisfeita com detenção dos suspeitos de racismo

A atriz foi alvo de comentários desrespeitosos nas redes sociais em novembro do ano passado.

CARAS
20 de março de 2016, 17:53

"Fico feliz que a justiça tenha sido feita. Espero que crimes desse tipo, contra qualquer mulher negra, não fiquem impunes". Foi desta forma que Taís Araújo expressou o seu alívio quando soube que tinham sido detidos os culpados pelos insultos racistas dos quais foi alvo.
Em novembro, a atriz e modelo, de 37 anos, apresentou queixa às autoridades e decidiu agora mostrar a sua satisfação com o desfecho da história. Os cinco criminosos "escolhiam pessoas de notoriedade", como foi o caso das atrizes Sheron Menezzes, Cris Vianna e Maria Júlia Coutinho, e tinham o objetivo de "chamar à atenção" com palavras hostis, explicou fonte da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática do Rio de Janeiro.
Recorde-se que Taís Araújo foi vítima de comentários insultuosos quanto ao seu cabelo e cor de pele. Na altura, referiu que não ia "baixar a cabeça" nem sentir-se intimidada. "Não vou apagar nenhum desses comentários. Faço questão que todos sintam o mesmo que senti: a vergonha de ainda haver gente cobarde e pequena neste país, além do sentimento de pena dessa gente tão pobre de espírito", acrescentou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras