Nas Bancas

Anabela Teixeira assegura: “Ainda não abdiquei do sonho de ser mãe”

A atriz e ‘blogger’ partilhou com a CARAS a mulher que é hoje, aos 42 anos. Apesar de se sentir realizada e feliz em todos os papéis da sua vida, Anabela assegura que ainda tem muitos sonhos por cumprir.

Marta Mesquita
19 de março de 2016, 14:00

Aos 42 anos, Anabela Teixeira continua a ser, de alguma maneira, uma menina deslumbrada com o mundo e com a descoberta dos outros. Profundamente ligada à natureza, a atriz pode ser comparada a uma árvore: tem raízes fortes, que a mantêm perto dos que ama e que são o seu porto seguro, mas gosta de ter ramos longos, apontados para o céu, uma metáfora para quem tem na valorização da imaginação e na realização dos sonhos o seu lema de vida.
Atriz há mais de 20 anos, Anabela tem dividido o seu tempo entre a representação e o seu blogue, Voltar à Terra, que integra o canal CARAS Blogs. Nesadte seu ‘pedaço de terra’ online, a blogger tem ‘plantado’ dicas sobre alimentação biológica e comportamentos ecológicos, ‘colhendo’ cada vez mais conhecimentos sobre esta temática, que é uma das suas grandes paixões.
Também no campo pessoal, Anabela é uma mulher grata e realizada, já que partilha a vida há 15 anos com Frederico Pereira, o homem que, assegura, “é o amor da minha vida.” Apesar de ser muito feliz nesta equação a dois, a atriz admite que ter filhos continua a ser um dos seus maiores sonhos. Contudo, o facto de ainda não ‘representar’ o papel de mãe na vida real não lhe rouba o sorriso nem a capacidade de ser um bocadinho mais feliz todos os dias.
– Há alguns anos optou por um estilo de vida mais saudável e sustentável. Além de ter mudado as suas rotinas, esta opção mudou-a também enadquanto mulher?
Anabela Teixeira – Sim! Tudo começou em 2011, quando estava a representar uma personagem com cancro, na novela Rosa Fogo. Na altura, informei-me bastante sobre os benefícios de uma alimentação biológica e comecei a mudar o meu estilo de vida. E, de facto, o que comemos influencia e muito as pessoas que somos. A nossa energia muda e a nossa forma de pensar também.
– Concretamente, em que é que mudou?
– Sinto-me mais próxima da minha essência enquanto pessoa. Sou uma mulher mais tranquiadla e realizada. Sinto que posso concretizar os meus sonhos e que não há impossíveis. Se não fosse atriz, teria sido astronauta, que é outra escolha que reflete o meu lado mais ligado ao sonho e à imaginação. O contacto com a natureza permitiu-me desenadvolver a minha criatividade.
– Tem explorado o seu estilo de vida sustentável no blogue Voltar à Terra. Está a gostar desta experiência no mundo digital?
– Sim, bastante. O blogue tem-me permitido estar mais próxima das pessoas, que era exatamente o que desejava. Queria um espaço onde pudesse partilhar mais um pouco da pessoa que sou todos os dias. Escrevo um post diariamente e tem sido muito interessante, porque as pessoas acabam também por partilhar muitas coisas comigo, como as suas dúvidas e novidades nesta área da alimentação biológica, por exemplo. Tenho aprendido imenso com o blogue... Ainda há pouco tempo escrevi sobre a importância de abraçarmos árvores! As árvores emitem vibrações que fazem bem à nossa saúde. Abraço árvores desde pequena!
– Percebe-se, pela maneira como fala, que mantém alguma da ingenuidade juvenil...
– Sim, e isso é bom para a minha profissão. Trabalhar com pessoas mais jovens, criativas e inspiradoras ajuda-me a manter uma certa leveza. Fiz há pouco tempo o filme Leviano, do Justin Amorim, e fiquei com este sentimento. Recuperei alguma desta ingenuidade de quando comecei. Mesmo na novela Coração d’Ouro tenho vivido momentos muito emocionantes que me levam a criar laços afetivos com quem contraceno. Ainda hoje trato o Rui Mendes por papá e a Lídia Franco por mamã. Na nossa área, há relações que ficam para a vida.
– Disse que se sente capaz de realizar todos os seus sonhos. Que sonhos são esses?
– O meu sonho agora é poder viver no campo, que é algo que me faz regressar às origens. Sou Touro, preciso de raízes para poder sonhar. Quero muito uma casa no campo, com uma horta biológica. Gostava que fosse um espaço dedicado à arte, onde se pudessem fazer tertúlias. Teria de ser uma casa grande, para poder fazer tudo isto, e ainda acolher os filhos que quero ter! Mas isso ainda não está a acontecer... É o meu calcanhar de Aquiles.
– Como é que lida com o facadto de ainda não ter filhos?
– O meu marido está sempre a dizer que nos bastamos um ao outro, mas acho que é para me convencer... Embora também eu esteja cada vez mais tranquila com o facto de ainda não ter filhos. Sei que se estiver tranquila há mais probabilidades de engravidar. E sou uma pessoa muito tranquila: faço ioga, estou sempre perto da natureza, não tenho problemas... Contudo, acho que a minha profissão ocupa um grande espaço na minha vida. Sou atriz desde muito nova e, a verdade, é que há alturas em que não devemos engravidar, porque estamos a fazer uma personagem. E tenho feito papéis muito fortes e dramáticos e custa-me pensar que, no meio de tanto sofrimento, estou a gerar um bebé...
– Mas ser mãe é algo fundamental para se sentir totalmente realizada?
– Ainda não abdiquei do sonho de ser mãe, mas se não conseguir ter filhos, não deixarei de ser feliz por isso. Se assim for, terei de procurar a felicidade em outras coisas, como em viagens ou na minha casa de campo, por exemplo. Tenho vários sonhos e ser mãe é realmente uma concretização importante para mim. Agora, também tenho de me adaptar àquilo que a vida me dá.
– E não pondera adotar uma criança?
– Tenho um irmão adotado e na minha família há outros exemplos bem sucedidos de adoção. Mas nesses casos, foram adoções naturais, não houve uma lista ou uma inscrição. E se adotasse teria de ser algo assim, natural, que acontecesse, nada programado. Teria de ser um encontro natural entre nós.
– A Anabela e o Frederico estão juntos há 15 anos. Esse também tem sido um encontro feliz na sua vida...
– Sim, sem dúvida! O Fred é o amor da minha vida. O amor tem de ser regado todos os dias, nunca podemos dar uma relação como garantida. Continuo a vê-lo como o meu namorado. Partilhamos sonhos, confidências... E o Fred é o meu principal apoio, está sempre lá.
– E para uma mulher romântica, o casamento faz parte dos sonhos?
– Nem por isso. Costumo dizer que me caso todos os anos na Gala dos Globos de Ouro, porque é a oportunidade ideal para usar aquele vestido maravilhoso e em que o Fred também vai vestido a rigor [risos]! Já me sinto casada.
– O que faz de si uma mulher realizada?
– Várias coisas... Almoçar com os meus amigos num restaurante vegetariano, ir à terra da minha avó, na Beira Baixa... O sorriso do Fred, ver uma boa peça de teatro e viajar também são pequenas coisas que me deixam realizada. Sou feliz com as pequenas coisas do dia-a-dia.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras