Nas Bancas

Maria Sharapova acusa 'doping'

A tenista russa chumbou nos testes anti-doping no Open da Austrália, no passado mês de janeiro, devido a uma substância que toma há dez anos, agora proibida pela Federação Internacional de Ténis.

CARAS
8 de março de 2016, 11:23

Maria Sharapova acusou positivo no teste anti-doping no Open da Austrália, realizado no passado mês de janeiro. Durante uma conferência de imprensa esta segunda-feira, dia 7, a tenista russa revelou que toma uma substância chamada meldonium há dez anos devido a problemas de saúde.
"Recebi uma carta da Federação Internacional de Ténis a informar que não passei no teste antidoping, no Open da Austrália. Nos últimos 10 anos tomo um medicamento receitado pelo médico de família, que contém uma substância chamada Meldonium. Durante esse tempo, esse medicamento não fazia parte dos produtos proibidos mas, a 1 de janeiro, as regras mudaram e Meldonium passou a ser proibido", contou.
Sharapova, de 28 anos, ficará agora suspensa preventivamente do circuito feminino de ténis até que o processo fique resolvido. Entretanto, a Nike, marca desportiva que a patrocinava, suspendeu o contrato enquanto a investigação do controlo anti-doping positivo estiver a decorrer. "Estamos tristes e surpreendidos. Vamos continuar a monitorizar a situação", pode ler-se na nota enviada pela Nike.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras