Nas Bancas

George Clooney: “Ninguém quer ver-nos a envelhecer”

O ator, de 54 anos, fala da preocupação com a idade numa profissão em que a imagem é fundamental.

CARAS
4 de março de 2016, 09:08

Até um dos atores mais charmosos de Hollywood tem as suas inseguranças. É o que podemos concluir da última entrevista de George Clooney, que fala da preocupação com a idade numa profissão em que a imagem é tão importante. “Penso que, na realidade, ninguém quer ver-nos a envelhecer. É uma coisa muito ingrata. E frente às câmaras é difícil fugir a isso. Daí a tendência natural para que trabalhemos menos à medida que vamos envelhecendo”, disse o ator, de 54 anos, em declarações à BBC, a propósito do seu mais recente filme, Salve, César!, dos irmãos Ethan e Joel Coen, que chegou aos cinemas portugueses no final de fevereiro. “Começamos a escolher filmes que se adequam melhor à nossa idade e a verdade é que a escolha se torna cada vez mais reduzida. E obviamente que é ainda pior para as mulheres. Chegamos a um ponto em que realmente percebemos que não podemos ficar em frente a uma câmara para o resto da vida”, acrescentou.
Mas afastar-se da representação não significaria para George Clooney deixar o cinema. O ator planeia dedicar-se cada vez mais ao seu “grande amor”, a realização. “Divirto-me muito. Já tive grandes sucessos e outros filmes menos bem sucedidos e isso também faz parte da experiência. Mas posso dizer que é realmente interessante. É muito mais divertido e criativo ser realizador”, concluiu.
Nestes projetos para o futuro, Clooney conta com o apoio da mulher, Amal, com quem se casou em setembro de 2014, numa cerimónia romântica em Itália.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras