Nas Bancas

Oscar Pistorius vai voltar a ser julgado pelo homicídio da namorada

O pedido de recurso da defesa do ex-atleta paralímpico contra a sua condenação foi recusado e este poderá agora arriscar uma pena até 15 anos de prisão, por homicídio voluntário.

CARAS
3 de março de 2016, 16:58

Oscar Pistorius vai voltar a sentar-se no banco dos réus, desta vez para ser julgado pelo homicídio voluntário da namorada, Reeva Steenkamp, em fevereiro de 2013. O Supremo Tribunal da África do Sul recusou o pedido de recurso apresentado pela defesa do ex-atleta paralímpico contra a sua condenação, o que faz com que o julgamento seja retomado em abril.
Em dezembro do ano passado, o Supremo Tribunal tinha declarado Oscar Pistorius culpado de "morte", mudando assim o veredicto da primeira instância, no qual o sul-africano tinha sido condenado a cinco anos de prisão por homicídio involuntário.
Os procuradores pedem agora uma pena de, pelo menos, 15 anos de prisão.
Recorde-se que Pistorius matou a namorada a tiro através da porta da casa de banho do apartamento que partilhavam em Pretória.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras