Nas Bancas

Portuguesas inspiram-se no estilo chique e intemporal de Coco Chanel

Apresentadoras, atrizes, empresárias e decoradoras estiveram na inauguração da ‘shop-in-shop’ da Chanel em Lisboa. Neste novo espaço, as mulheres portuguesas não só vão ter acesso aos acessórios da marca, como vão poder adquirir peças da coleção ‘prêt-à-porter’.

CARAS
25 de fevereiro de 2016, 15:00

Com toilettes muito femininas cuidadosamente escolhidas para a ocasião, muitas caras conhecidas estiveram na inauguração da loja da Chanel em Lisboa, que se situa dentro da Stivali [explorando, assim, o conceito shop-in-shop, uma loja que abre dentro de outra loja]. Apesar de Coco Chanel, a fundadora desta casa francesa, já ter morrido há mais de 40 anos, muitas mulheres continuam a vê-la como uma inspiração, perpetuando o seu estilo luxuoso e chique. “Coco Chanel ensinou-nos que ser chique é ser autêntica. E foi com essa atitude que conseguiu transformar a sua casa em algo tão especial. Foi uma mulher extraordinária, que marcou pela diferença. E é interessante perceber como o seu legado perdura nas criações mais atuais da marca”, comentou Vicky Fernandes sobre a marca francesa, que há mais de 30 anos tem como diretor criativo o estilista Karl Lagerfeld.
Também para Pimpinha Jar­dim, o ‘ser chique’ tem muito que ver com a atitude de cada mulher, como explicou à CARAS: “É algo que não se consegue comprar. Tem que ver com a classe de cada mulher. Claro que o que se usa também pode tornar uma toilette mais chique, sem dúvida. Lembro-me de ser criança e de a minha mãe já usar peças desta marca, por isso é um legado que passa de geração em geração. Confesso que não gasto muito dinheiro em roupa nem em acessórios, mas gosto de ter uma boa carteira ou um bom par de sapatos. Gosto de misturar peças mais acessíveis com algumas mais luxuosas.”
Tendo sido manequim durante vários anos, Ana Sofia Martins olha para a Chanel numa perspetiva mais profissional, referindo que trabalhar para a marca foi um desejo que ficou por cumprir: “Sou fã há muitos anos e se tenho o desgosto de nunca ter desfilado para a Chanel. Mas ainda pode vir a acontecer! É uma marca icónica, que exalta o melhor de ser mulher e nos leva a abraçar o nosso lado mais feminino. Contudo, independentemente do que possamos vestir, o importante é estarmos de bem com a vida, sentirmo-nos realizadas pessoal e profissionalmente. Para mim, ser chique é ser feliz. Por isso, sinto-me chiquérrima!”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras