Nas Bancas

Adele: “Chorei quase todo o dia após os Grammys”

A cantora britânica fez a confidência durante a participação no programa de Ellen DeGeneres.

CARAS
18 de fevereiro de 2016, 17:59

Considerada uma das maiores artistas mundiais do momento, Adele dececionou na 58.ª edição dos Grammy Awards, onde se mostrou desconfortável durante toda a atuação, tendo mesmo desafinado. Pouco depois da cerimónia, a britânica recorreu ao Twitter para explicar o que aconteceu: "Os microfones do piano caíram para as cordas do piano. Era daí que vinha o som de guitarra. Foi por isso que soou desafinado. Acontece".
Certo é que, apesar de nas redes sociais ter desdramatizado o sucedido durante a interpretação do tema All I Ask, Adele reconheceu mais tarde, no programa da televisão norte-americana Ellen DeGeneres Show, que ficou muito em baixo com a situação. “Chorei bastante ontem durante todo o dia”, afirmou, explicando que percebeu “imediatamente” que algo estava errado e “sabia que o micro não estava no sítio certo e queria ir lá colocá-lo bem, mas paralisei”. “Mas para dizer a verdade até achei que tivesse corrido bem. Na sala detetaram o problema e eu achei que as pessoas pudessem pensar que eu estava só emocionada. Quis explicar-me imediatamente, pois as pessoas pareciam confusas. Senti-me envergonhada”, acrescentou.
Adele quis, no entanto, que o facto de ter chorado não tem só a ver com o facto da atuação não ter corrido como previsto: “Na realidade, eu teria chorado de qualquer forma, mesmo que tudo tivesse corrido bem. Mesmo que tivesse sido uma atuação fantástica, eu teria chorado. Choro sempre”. E deixou claro que se voltar a ter problemas técnicos como os da passada segunda-feira, dia 15, já sabe como reagir: “Na próxima vez que eu tiver problemas de som, paro. Direi algo como ‘desculpem, mas não está a funcionar para mim’. E se der tempo, recomeçamos. Se não der, adeus!”.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras