Nas Bancas

António Feio homenageado pela família e pelos amigos em espetáculo solidário

“Quem Feio Ama” reuniu no palco do Grande Auditório do Centro Cultural de Belém vários amigos de António Feio, para uma homenagem sentida onde o humor, como não podia deixar de ser, esteve sempre presente. As receitas deste espetáculo reverteram, na íntegra, para a Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos.

CARAS
4 de fevereiro de 2016, 00:51

António Feio morreu há cinco anos, mas continua a fazer parte da vida de quem com ele teve o privilégio de partilhar amizade e amor. Por isso, foram muitos os amigos do ator que se associaram ao espetáculo Quem Feio Ama. “Estas homenagens são muito importantes e enchem-nos o coração. É um espetáadculo muito bonito, cheio de amigos do meu pai... Acho que herdámos o positivismo dele. Honestamente, acho que a vida é uma festa e é isso que vamos tentar celebrar aqui, apesar da saudade”, partilhou Bárbara Feio, que não conseguiu conter as lágrimas durante o espetáculo. Ex-mulher de António Feio, a atriz Cláudia Cadima emocionou a sala em peso ao dizer, em jeito de resposta à carta que o ator deixou antes de morrer, e na qual confessava que Cláudia tinha sido a mulher da sua vida: “Hoje sou eu que, perante este público anónimo, assumo que também tu foste o homem da minha vida!”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras