Nas Bancas

António-Pedro Vasconcelos contente em noite de estreia: “Não me sinto ansioso”

A sala Manoel de Oliveira, no Cinema São Jorge, quase se tornou pequena para a antestreia do novo filme de António-Pedro Vasconcelos, “Amor Impossível”. Até o primeiro-ministro, António Costa, fez questão de mostrar o seu apoio ao cinema português, embora tenha preferido não prestar declarações aos jornalistas.

CARAS
19 de janeiro de 2016, 13:37

Depois da antestreia em Viseu, cidade onde o filme foi rodado, Amor Impossível teve a sua antestreia em Lisboa, no Cinema São Jorge. E apesar da noite fria, inúmeras pessoas pisaram a passadeira vermelha que se estendeu no coração da cidade. “É maravilhoso estar a apresentar este filme em Lisboa. Estou muito feliz com o filme e por ele estar finalmente nas salas. Sinto-me privilegiada por continuar a fazer parte deste universo. Tenho a certeza de que os portugueses vão gostar muito deste filme. É um filme intenso, mas se falamos de amor, não podia ser de outra forma”, confessou Soraia Chaves, mostrando-se orgulhosa do projeto.
Dedicado a receber cada rosto amigo e cada sorriso caloroso que entrava no São Jorge para o cumprimentar, o realizador António-Pedro Vasconcelos era um homem de coração cheio. E de pouco nervosismo, como nos confidenciou. “Não estou nada ansioso. Pode parecer arrogante da minha parte, mas não tenho muita ansiedade. Com a idade começamos a ter uma noção mais exata do que fizemos. O filme já foi mostrado em Viseu, portanto, já tenho uma ideia de como o público vai reagir. É evidente que há algumas coisas que gostava de ter feito de outra maneira, mas no geral, estou bastante satisfeito”, assumiu o cineasta. Victoria Guerra, uma das protagonistas, também se mostrou satisfeita: “A minha vida tem sido aquilo que qualquer ator gostaria de ter. Trabalhar com pessoas absolutamente geniais deste mercado é uma sorte. Hoje, ao estar aqui, neste momento, sinto-me uma sortuda.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras