Nas Bancas

Annick Burhenne e João Soares

Annick Burhenne e João Soares

Joaquim Norte Sousa

João Soares conta com o total apoio da mulher

Annick Burhenne acompanhou o marido num dos seus primeiros atos públicos como ministro da Cultura.

CARAS
30 de dezembro de 2015, 18:38

Vinte anos depois de ter sido vereador da Cultura na Câmara de Lisboa, João Soares acaba de assumir a pasta da Cultura no Governo de António Costa e mostra vontade de fazer a diferença. “Não sou de fazer promessas, sou um homem ponderado e tenho idade suficiente para ser prudente nessa matéria. Mas, dentro dos nossos limites, e tendo em conta a situação do país, vamos fazer um esforço para mudar”, afirmou em Viseu, onde assistiu à antestreia de Amor Impossível, o novo filme de António-Pedro Vasconcelos, na companhia de uma das suas maiores apoiantes, a mulher, Annick Burhenne.
“O cinema está na primeira linha do que são as nossas responsabilidades. Este filme é bastante duro, mas muito importan­te, porque chama a atenção para uma realidade com a qual temos de viver e que, por vezes, acontece ao nosso lado sem nos apercebermos. É uma obra de um grande realizador e de um grande produtor. Independentemente da nossa amizade, sou fã do trabalho do António-Pedro”, fez saber, enaltecendo o “atrevimento” da descentralização desta antestreia: “A Câmara de Viseu tem feito um trabalho cultural notável e estou aqui para apoiar a aposta no interior do país.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras