Nas Bancas

José Agualuza brinda a mais um ano de vida em noite de diversão com amigos

Em noite de aniversário de José Agualuza, diversão é a palavra de ordem. Como já é tradição, os amigos viajaram da capital e reuniram-se em Aveiro, mais propriamente na Estação da Luz, para uma noite de festa com o relações-públicas. Depois do jantar, os cerca de 70 convidados rumaram à pista de dança e divertiram-se pela noite dentro.

CARAS
8 de dezembro de 2015, 10:00

À imagem do que tem acontecido nos últimos anos, José Agualuza voltou a escolher a Estação da Luz, em Aveiro, para celebrar o seu aniversário. O relações-públicas reuniu os amigos e juntos rumaram ao norte para comemorar os seus 53 anos de vida, numa noite de festa sob o tema Black and White. “Aos 53 anos continuo a ser o mesmo que era! Apesar das mazelas que se vão começando a sentir, umas dores aqui, outras ali, o espírito continua a ser o mesmo que tinha quando fiz a minha primeira festa aqui em Aveiro. Continuo a deitar-me às tantas, a divertir-me, a dançar. Acho que às vezes sinto é que alguns dos meus amigos já não aguentam,” [risos] brincou o relações-públicas, que este ano voltou a pedir um dress code obrigatório, depois de um interregno no ano passado. “Acho que foi o único ano em que não pedi dress code! Este ano toda a gente perguntava qual era o tema e deram imensas ideias, mas depois pensei que as pessoas já não têm tanta paciência para andar mascaradas e o Black and White pareceu-me ideal.” Enquanto conversávamos com o aniversariante, já depois do jantar, ia-se aproximando o ponto alto da noite, com a sua entrada na discoteca montando a cavalo. Os momentos que antecederam esta surpresa foram de algum nervosismo. “Acho que a entrada a cavalo era a única coisa que tinha ainda para surpreender os meus amigos. Não havia mais nada! No verão falaram-me desta possibilidade e assim foi. Estou um bocadinho nervoso, mas como não vou estar sozinho, vai correr bem”, desabafou. O momento, como seria de esperar, causou impacto entre os amigos, que fazem questão de estar sempre presentes nesta data. Foi o caso de Helena Sacadura Cabral. “Sou muito amiga do José e acho que ele merece que venhamos de Lisboa para estar aqui com ele! É um amigo muito fixe, que está comigo nas boas e nas más ocasiões. Conhecemo-nos há muitos anos! No ano passado não consegui vir, mas venho sempre à festa de aniversário do José, faça chuva ou faça sol! É um amor”, contou a escritora, numa altura em que a generalidade dos convidados se dirigia para a pista de dança. Helena preferiu o conforto de um sofá, mas não por ser pouco amiga de danças, como explicou: “Se não tivesse passado três noites seguidas a deitar-me às quatro da manhã, podem ter a certeza de que estaria ali a dançar! Mas foram três jantares em dias consecutivos...”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras