Nas Bancas

MS-AnselmoRalph-09.jpg

Anselmo Ralph em entrevista: "A minha doença ajuda-me a não me deslumbrar"

Em conversa com a CARAS, o músico fala do seu passado – desde a doença que lhe foi diagnosticada aos cinco anos aos tempos em que foi vítima de bullying –, da sua relação com Deus e da importância que a mulher e os filhos têm em tudo o que faz na vida.

CARAS
3 de dezembro de 2015, 16:15

Anselmo Ralph é um caso sério de sucesso em Portugal. Mas nem por isso se tornou uma vedeta. Humilde, agradece todos os dias o que a vida lhe tem oferecido, até porque assume que nem sempre as coisas foram fáceis. Com apenas cinco anos, foi-lhe diagnosticada miastenia grave, uma doença progressiva e sem cura definitiva, que causa fraqueza e fadiga anormal nos músculos voluntários. Vítima de bullying na escola, cresceu sem autoestima e com uma única vontade: ser tratado como uma pessoa igual às outras. "Não conseguia falar com a minha família, sempre achei que estava isolado, mas sempre quis ser tratado como uma pessoa normal. Só depois de me casar é que me fui abrindo com a minha mulher e há muitas coisas que ainda guardo, das quais não consigo falar", revela o cantor em entrevista à CARAS.
Casado há quase dez anos com Madlice Castro, têm dois filhos, Alicia, de oito anos, e Jadson, de quatro, e garante que é por eles que faz o que faz. "Muito do que conquistei e muito do que sou deve-se ao facto de ter sido pai, de ter casado cedo e de ter uma grande mulher ao meu lado, que me ajuda a ter os pés no chão", conta Anselmo, numa entrevista para ler na CARAS desta semana, dias antes de subir ao palco do Meo Arena (5 de dezembro). Espetáculo que marca uma pausa de seis meses em Portugal.
LEIA A ENTREVISTA NA CARAS DESTA SEMANA. JÁ NAS BANCAS!

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras