Nas Bancas

Júlia Pinheiro confiante na recuperação da filha, que sofre de anorexia nervosa

“Há dez anos que nos confrontamos com esta doença lá em casa. E tem sido um combate desigual.” (Júlia Pinheiro)

CARAS
10 de novembro de 2015, 10:20

A boa disposição e o sorriso com que todos os dias Júlia Pinheiro brinda os telespectadores do programa que apresenta na SIC, Queridas Manhãs, nem sempre correspondem ao estado de espírito da apresentadora. A experiência de largos anos na área da comunicação ajudará certamente a disfarçar os momentos de preocupação e angústia que tem vivido e que, no passado dia 30, decidiu tornar públicos por respeito aos fãs que a acompanham. Foi em direto, precisamente no referido programa, e ao lado de João Paulo Rodrigues que a apresen­tadora, de 53 anos, assumiu que a sua família está a viver um momento delicado já que a filha Carolina, de 22 anos, se encontra internada na sequência de uma anorexia nervosa. “Há um momento na vida das figuras públicas em que o privado e o público se encontram e, por isso, o que eu vou dizer agora é muito privado, é da minha família. Embora não me pertencendo inteiramente, tenho que o divulgar publicamente. Há cerca de dez anos, na minha vida e na vida da minha família, entrou uma doença difícil. Chama-se anorexia nervosa e há dez anos que nos confrontamos com esta doença lá em casa. E tem sido um combate desigual. Quem vive ou viveu isto sabe que é uma doença que nos leva a tranquilidade, a paz de espírito, a capacidade de conviver com os outros. Limita-nos em muitas coisas”, começou por contar a apresentadora. “Uma das minhas filhas está, neste momento, internada num hospital público onde estão a tratar muito bem dela mas, infelizmente, não foi possível protegê-la da curiosidade dos outros”, disse Júlia, adiantando que a filha passou “por um momento complicado, uma fase aguda”, motivo que levou ao internamento. Júlia Pinheiro aproveitou ainda para agradecer o apoio dos fãs nesta fase difícil. “Muito obrigada pelo carinho recebido. Ela vai conseguir e nós, como família, também. Por respeito, não direi mais do que isto porque a doença não é minha. Só o farei se ela autorizar”, assegurou a apresentadora, sem conseguir disfarçar a emoção.
Desde então, foram muitas as mensagens de apoio que recebeu do público em geral, motivo que a levou a emitir um comunicado no qual agradece o carinho e a preocupação de todos, partilhando na sua página de Facebook uma foto dos três filhos, Rui Maria, Matilde e Carolina Pêgo, com a seguinte legenda: “Eu e a minha família agradecemos as centenas de mensagens de carinho e apoio dirigidas à nossa filha. Estamos gratos pelo vosso apoio. E deixo-vos com este momento feliz. Os manos Pêgo em Cape Town no ano em fomos conhecer África. A terra do pai e dos avós. Primeiro Luanda e depois a Cidade do Cabo.”
Com a ajuda dos médicos que têm estado a acompanhar Carolina, resta a Júlia Pinheiro esperar que a filha ultrapasse esta fase complicada, tal como a irmã, Matilde, conseguiu fazer há alguns anos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras