Nas Bancas

Simone de Oliveira emociona público em concerto comemorativo

Plateia de amigos e familiares.

CARAS
29 de outubro de 2015, 12:13

Palmas e mais palmas foi o que se ouviu no primeiro de dois concertos que Simone de Oliveira deu no São Luiz Teatro Municipal para assinalar os seus 58 anos de carreira. Ao longo de uma hora e meia, a cantora interpretou alguns dos seus maiores êxitos, levando muitas vezes o público a emocionar-se e a aplaudi-la de pé.
Um dos espectadores mais atentos foi, naturalmente, Pedro Mano, filho da cantora e atriz. “Fico muito satisfeito por ver que os seus concertos continuam a ter muita qualidade. É bom perceber que a minha mãe continua a gostar muito daquilo que faz e que tem um público de todas as gerações. O mais importante de tudo é ver que a minha mãe continua a cantar e a representar com enorme brio e alegria.”
Esta noite de celebração teve vários momentos altos, entre eles os duetos de Simone com Camané, ao lado de quem interpretou o tema Sol de Inverno, com Marisa Liz, FF e Ricardo Ribeiro, tendo ainda sido acompanhada em algumas canções por As 3 Marias. De mãos dadas e olhos nos olhos, Simone e a vocalista dos Amor Electro cantaram Rosa Sangue, uma atua­ção que mereceu uma ovação do público. “Nem sei o que sinto quando canto com a Simone. Em primeiro lugar, é uma enorme alegria partilhar o palco com uma artista como ela, mas é também uma grande responsabilidade. Sinto muito amor sempre que cantamos juntas, por isso é que a agarro e abraço. A Simone tem sempre a generosidade de me devolver o afeto. Aprendo muito com ela, enquanto artista e mulher. É emocionante ver alguém que não tem medo de viver. A Simone faz tudo para ser feliz”, partilhou Marisa.
Ao longo deste concerto, Simone de Oliveira foi acompanhada por uma orquestra de 30 elementos, dirigida por Nuno Feist. Diretor musical da artista há mais de dez anos, o maestro considera “um privilégio” trabalhar com um dos maiores vultos da música nacio­nal: “A Simone é a lenda viva de Portugal. É uma pessoa sensacional, que diz tudo o que lhe vai na alma. É muito frontal e transparente. O que viram hoje no palco é a verdadeira Simone, uma artista generosa, humilde, sábia e com quem é muito fácil trabalhar. Aprendo muito com ela.”
No final do concerto, Simone foi surpreen­dida pelos seus ‘companheiros’ de palco, que, juntos, interpretaram um dos temas mais mediáticos da sua carreira, Desfolhada Portuguesa. Emocionada, Simone agradeceu e assegurou que ainda não chegou a hora de se despedir dos palcos. “Estou muito feliz. Tive muitas palmas, mas as mais importantes são as dos meus filhos e as dos meus netos. Se tiver as palmas deles, sou feliz até ao fim da minha vida”, declarou já no cocktail que se realizou no jardim de inverno deste teatro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras