Nas Bancas

Meadow Walker processa Porsche pela morte do pai

A filha do ator Paul Walker acredita que o trágico acidente de viação teve origem nas falhas de design do automóvel, bem como nos dipositivos de segurança deficientes.

CARAS
29 de setembro de 2015, 12:17

Meadow Walker vai processar a Porsche pela morte do pai, Paul Walker. O processo deu entrada no tribunal esta segunda-feira, 28 de setembro, no qual a jovem declara que o carro onde o ator seguia, um Porsche Carrera GT, tinha falhas de design, o que poderá ter estado na origem do trágico acidente de viação.
Segundo o site de celebridades TMZ, os advogados argumentam que o veículo tinha os dispositivos de segurança deficientes, nomeadamente o cinto de segurança, que deteve a estrela de Velocidade Furiosa no banco do passageiro com as coluna e pélvis partidas.
Além disso, o processo refere que o motorista, Roger Rodas, se encontrava entre os 101 a 114 quilómetros por hora quando perdeu o controlo do automóvel. Vinte minutos depois, a viatura ter-se-á incendiado, quando o ator ainda estaria vivo. "O que é importante é que o Porsche Carrera GT é um carro perigoso. Não deve estar na estrada", afirmou o advogado, Jeff Milam, em comunicado.
A Porsche não quis comentar o assunto, adiantando apenas que ficou provado que o acidente ocorreu devido "a condução imprudente e velocidade excessiva".
Recorde-se que Paul Walker morreu num acidente de viação em novembro de 2013, em Santa Clarita, Califórnia.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras