Nas Bancas

Com uma nova silhueta, Kika Cardoso admite: “Sinto-me muito mais confiante”

A cantora submeteu-se a uma mamoplastia de redução, realizada pelo cirurgião plástico Ângelo Rebelo (em cima). Além disso, Kika está a fazer dieta e a frequentar o ginásio.

CARAS
20 de setembro de 2015, 12:00

Se há lema que define a vida de Kika Cardoso, de 34 anos, é certamente o de que “o sonho comanda a vida”. Filha de pais separados, a cantora chegou a viver num colégio de freiras e na rua. Contudo, as dificuldades nunca lhe roubaram os sonhos nem a vontade de lutar por um futuro melhor. Nos dias mais duros e nos mais felizes, Kika cantou sempre, pondo na voz a esperança de um dia fazer dos palcos a sua casa. Incentivada pelos filhos, Gabriel, de sete anos, e Susana, de cinco, concorreu ao Factor X, que foi exibido na SIC. De gala em gala foi conquistando os portugueses, tornando-se a grande vencedora da 2.ª edição do programa.
Agora, Kika está concentrada em si e na artista que quer ser. E foi essa vontade que a levou a dar mais importância à sua imagem e a recorrer ao cirurgião plástico Ângelo Rebelo para fazer uma mamoplastia de redução. Na sequência desta mudança física, a artista conversou com a CARAS e revelou a mulher confiante que se está a tornar.
– O que a levou a fazer uma mamoplastia de redução?
Kika Cardoso
– Decidi fazer este procedimento por questões de saúde, porque as minhas costas já não estavam a aguentar, mas agora também tenho uma imagem a defender! [Risos] Já era muito difícil encontrar soutiens que me servissem... Sinto-me muito mais leve. Foi um alívio para o meu corpo e foi importante para a minha autoestima, claro. Tornei-me muito mais confiante e a verdade é que agora é mais fácil ir às compras.
– E também iniciou uma dieta...
– Sim, é verdade. Com a redução do peito, faz sentido emagrecer para ficar mais proporcional. Nunca fui muito gulosa, mas adorava a comida típica portuguesa e os petiscos. Até passei a gostar de saladas! Estou a ser acompanhada por um nutricionista e ando no ginásio. Quero continuar com formas, não quero ficar magrinha. As minhas gravidezes deformaram-me um pouco o corpo e depois, com os miúdos, não tinha muito tempo para tratar de mim... Aliás, eles ficaram abor­recidos comigo por ter feito esta operação. O meu filho disse-me que tirei as coisas mais fofinhas que tinha! [Risos]
– E esta nova Kika está preparada para se apaixonar?
– Primeiro, é preciso que a pessoa certa apareça e isso ainda não aconteceu. Sinto que ainda tenho de tratar de mim e talvez, depois, possa dar mais atenção a essa parte. Nesta fase da minha vida estou mais centra­da em mim e na minha imagem.
– E agora também é tempo de desfrutar das vitórias que tem alcançado, depois de ter passado por tantas dificuldades...
– Sim. É bom quando conquistamos alguma coisa na nossa área profissional. Estou a atingir o meu objetivo e sinto-me realizada. Sempre acreditei que ia ser cantora e nunca deixei de lutar. Nunca consegui fugir da música. Acordo e canto. É a primeira coisa que faço. A música é o meu vício. Nunca pensei desistir dos meus sonhos e concorri ao programa para cumprir uma promessa que fiz aos meus filhos.
– E como é que está a lidar com a fama? Gosta de ser reconhecida na rua?
– Agora lido bem, mas no início sentia-me um bocadinho assustada quando era abordada na rua. Ver que toquei as pessoas e que sou reconhecida pelo que faço é muito bom. Há pessoas que me dizem que passei a ser uma inspiração para elas e isso é maravilhoso. Não sou muito deslumbrada, pelo contrário, sou observadora e cautelosa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras