Nas Bancas

Isabel Figueira: “Estou muito feliz, sinto-me uma mulher completa”

A atriz, manequim e apresentadora conta o quanto se sente realizada com a sua vida familiar e profissional.

Marta Mesquita
11 de julho de 2015, 16:00

Isabel Figueira, de 34 anos, é uma mulher realizada e não deixa que as contrariedades da vida lhe tirem a alegria e a vontade de lutar pelos seus sonhos. A apresentadora, manequim e atriz tem nos filhos, Rodrigo, de oito anos, e Francisco, de dois, a sua prioridade. Contudo, Isabel não é apenas definida pelo seu papel de mãe e é com empenho e perseverança que trabalha para construir uma carreira de sucesso. No campo amoroso, não confirma o suposto namoro com Kiko Campos Costa, mas não conseguiu disfarçar o sorriso espontâneo quando lhe per­guntámos se estava apaixonada pelo empresário. 
– Ser escolhida para embaixadora da Just Cavalli Time & Jewels faz bem ao ego...
Isabel Figueira
– Então não faz! Até porque esta campanha surgiu quando tinha 32 anos e os manequins têm sempre o sonho de fazer uma campanha internacional. E tem corrido bem. Estou muito feliz por representar esta marca. Este trabalho subiu a minha autoestima.
– E que outras coisas lhe fazem bem ao ego?
– Tanta coisa... Os meus filhos, acima de tudo, os meus pais, o meu grupo de amigos, o meu trabalho... Fiz a minha primeira novela [Os Nossos Dias] e ver agora esse projeto no ar deixa-me cheia de orgulho. Estou realizada profissionalmente, mas ainda tenho muito para mostrar. Estou a passar por uma das fases mais felizes da minha vida. 
– E o amor faz parte desta fase? Já foi noticiado o seu suposto romance com Kiko Campos Costa...
– [risos] Não falo sobre a minha vida privada. Posso dizer que estou muito feliz e que me sinto completa. Na vida de uma mulher feliz há espaço para tudo! [risos] 
– Ainda acredita no amor para sempre?
– Acredito, e tenho a certeza absoluta de que vou encontrar a pessoa certa. Acredito em relações duradouras. Tenho 34 anos e a vida pela frente... E gostava muito de ter mais filhos, mas não é algo em que pense nesta fase. 
– Por falar em filhos, têm sido frequentes as notícias sobre os conflitos entre a Isabel e o César Peixoto por causa do vosso filho, Rodrigo. Conseguiram protegê-lo dessas desavenças?
– Protejo e respeito as vontades do meu filho, cuja felicidade é o mais importante para mim. O Rodrigo sempre foi protegido por mim em tudo.
– E o melhor para o Rodrigo é estar com o pai e com a mãe?
– Como é óbvio! Ponho sempre os interesses do meu filho acima dos meus. Os meus filhos são a minha razão de viver. 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras