Nas Bancas

Especial Maria Barroso: Discretamente elegante

 Entre 1996 e 1999, Maria Barroso foi considerada a portuguesa mais elegante. O seu estilo clássico e sóbrio sempre conquistou muitos admiradores.

CARAS
8 de julho de 2015, 00:27

Que não se confunda o cuidado com a imagem com algum tipo de futilidade: simples e discreta, Maria Barroso soube sempre manter um lado feminino e elegante, ao qual passou a dar atenção acrescida a partir do momento em que passou a representar o país enquanto primeira-dama.
Isso mesmo não passou despercebido do júri da CARAS que entre 1996 e 1999 escolheu as mulheres mais elegantes do ano: nesses quatro anos, Maria Barroso liderou sempre o pódio. O guarda-roupa clássico e o estilo sóbrio, associados a um com­portamento simultaneamente caloroso e reservado, davam-lhe o destaque merecido no panorama nacional.
Nada de estranhar numa mulher inteligente, culta e sensata, que recebeu uma educação tradicional, mas não excessivamente conservadora, que lhe permitiu pensar por ela própria. E se sempre se apresentou de forma irrepreensível, quando a exposição pública a obrigou a ter ainda mais atenção com a sua imagem, soube fazê-lo com uma marca muito própria de sobriedade.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras