Nas Bancas

jli-sofiaruben154.jpg

João Lima

Ana Rocha recorda Maria Barroso

E os anos em que foi diretora do Colégio Moderno, em Lisboa.

CARAS
7 de julho de 2015, 10:49

“No recreio do Colégio, Maria Barroso ensinava a quem passava que os papéis amarrotados eram para colocar no caixote do lixo e não para atirar para o chão. Por vezes, visitava as aulas e no quadro desenhava a mais correcta e bonita forma de escrever uma letra. Outras vezes deixava apenas o cheiro maravilhoso do seu perfume ou pequenas palavras de encantamento pelos desenhos a carvão nas pranchetas de madeira. Há pessoas e momentos que ficam na memória. De cabelo sempre arranjado, com a classe da sua bonita forma de ser, a estatura particular, o corpo franzino e um olhar bem desenhado. De todas as vezes que vejo alguém atirar lixo para o chão, apanho e vou atrás - Desculpe, deixou cair isto! - sem nunca esquecer aquele seu jeito clássico e perfumado. Até sempre, querida diretora.” Foi com estas palavras que a atriz Ana Rocha recordou, no Facebook, os tempos em que conviveu com Maria Barroso no Colégio Moderno, em Lisboa, onde esta era professora e diretora.
Maria Barroso Soares morreu esta madrugada no Hospital da Cruz Vermelha, onde estava internada desde o passado dia 25 depois de ter sofrido uma queda que causou lesões irreversíveis e a deixou em coma profundo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras