Nas Bancas

JLI_SushiFestApresentacao (19).jpg

João Lima

A escolha de… Nuno Graciano

O apresentador, de 46 anos, fala com um enorme orgulho do Sushi Fest, a sua primeira grande aventura enquanto empresário.

CARAS
28 de junho de 2015, 18:00

Há exatamente um ano, Nuno Graciano deu os primeiros passos de uma caminhada cuja primeira etapa está quase a tornar-se realidade: a concretização do Sushi Fest Oeiras 2015, que decorrerá nos dias 2, 3 e 4 de julho no Palácio Marquês de Pombal, e contará com atuações de Amor Electro, Paulo Gonzo e Ana Moura. “A um mês do início do festival, estou muito feliz com o sucesso que está a ter. Estou nas nuvens porque, após um ano de trabalho árduo, vamos conseguir dar aquilo por que sempre batalhámos: qualidade. Para isso rodeámo-nos dos melhores parceiros e dos melhores chefs neste que será o maior restaurante de sushi do mundo”, assegura o apresentador, que é pai de Gonçalo, de 17 anos, Tomás, de 13, Matilde, de nove, e Maria, de cinco.
O restaurante “Mar do Inferno”, Cascais
Além de ser um restaurante onde vou uma vez por semana em família, com os meus filhos e os meus pais, tem o melhor peixe grelhado do mundo e uma vista absolutamente magnífica sobre o Atlântico.
Hotel
Intercontinental, no Rio de Janeiro
Sou apaixonado por este hotel desde miúdo porque era lá que ficava sempre que ia ao Brasil, ainda o meu pai era comandante da TAP. Lembro-me de que adorava lá estar porque tinha um bar dentro da piscina, coisa que na altura nunca tinha visto, e onde me cruzava com muitas figuras da televisão brasileira, nomeadamente com atores de novelas que davam cá em Portugal. Tinha o melhor pequeno-almoço do mundo e está aos pés da Pedra da Gávea, onde vi muitas vezes saltarem de asa-delta até ao dia em que decidi, também eu, saltar. E porque era só atravessar a estrada e estávamos na praia. O hotel, entretanto, sofreu transformações e já não é a mesma coisa, mas ainda assim gosto de ficar lá sempre que vou ao Rio de Janeiro.
A música Ana Moura
Para mim, das jovens fadistas, a Ana Moura é, sem dúvida, aquela que mais alma tem. Gosto muito de vários temas dela, quase que diria que gosto de todos. Tem uma voz rouca absolutamente excecional. Delicio-me a ouvir os CD que tenho dela no carro às seis da manhã, quando vou para o trabalho.
Fim de semana – Alentejo
O meu sogro tem uma casa no Alentejo onde adoro estar, porque é perto de Lisboa, não é uma viagem muito longa, e chegamos imediatamente a outra realidade e o Alentejo tem uma gastronomia absolutamente fantástica, paisagens que me trazem tranquilidade e paz de espírito. É onde consigo, de facto, descansar a alma.
Livro “Capitães da Areia”
Um clássico de Jorge Amado escrito em 1937 mas que se mantém atual porque retrata aquilo que são as disparidades socioeconómicas existentes nas sociedades em geral.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras