Nas Bancas

Sara Sampaio indignada com o tratamento dos animais na China

A manequim portuguesa publicou um texto sobre o Festival Anual de Yulin, onde todos os anos morrem milhares de animais. 

CARAS
20 de junho de 2015, 13:33

Sara Sampaio mostrou a sua indignação em relação ao Festival Anual de Yulin, que se realiza na China e maltrata e mata todos os anos milhares de animais. Nas redes sociais, a manequim portuguesa, de 23 anos, publicou um texto, onde faz um apelo aos animais. “Mais de dez mil cães são mortos todos os anos no sul da China para o Festival Anual de Yulin. Estes animais são roubados e arrancados das suas casas e famílias, arrastados por uma corda presa a um carro, cozidos vivos, esfolados vivos, torturados”, escreveu.
Aproveitando também a sua visibilidade mediática, Sara convidou os fãs a assinar uma petição de modo a terminar com este festival, que tem como finalidade comer carne de cão. “Choca-me como as pessoas podem ser tão cruéis! Assine a petição em change.org. Por favor vamos tentar parar com isto!”, acrescentou, ao lado de uma fotografia do seu cão, Luigi, com uma folha onde se lê a hashtag #stopyulin2015.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras