Nas Bancas

Jennifer Lopez poderá ser presa após concerto “demasiado sensual” em Marrocos

O primeiro-ministro marroquino não gostou da atuação da cantora e exigiu que esta fosse processada pela Alta Autoridade da Comunicação.

CARAS
20 de junho de 2015, 11:52

A sensualidade e ousadia nos concertos de Jennifer Lopez já são bem conhecidas entre os seus bem, mas nem sempre este atrevimento é bem recebido noutras culturas. Foi o que aconteceu no passado dia 29 de maio durante o Festival Mawazine Rythmes du Monde, em Rabat, Marrocos.
A atuação da cantora, transmitida na estação de televisão pública marroquina, 2M, foi considerava “demasiado sexy” e esta poderá agora enfrentar uma pena de prisão até dois anos.
O primeiro-ministro marroquino, Abdelilah Benkirane, não gostou da performance da artista, pois considera que vai contra “os valores religiosos e morais da sociedade” e solicitou à Alta Autoridade da Comunicação para agir judicialmente contra os responsáveis por esta “grave delinquência”.
Também um grupo de cidadãos marroquinos ligados à educação decidiu apresentar uma queixa por exposição indecente contra JLo, onde alega que o concerto da cantora, no qual estiveram presentes 160 mil pessoas, “perturbou a ordem pública e manchou a honra e o respeito das mulheres”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras