Nas Bancas

Paulo Gonzo: “Estou a lidar mal com a ausência da Pequenina”

Um mês depois da morte da namorada, Pequenina Rodrigues, na sequência de um violento acidente de viação, a dor ainda está bem presente no músico.

CARAS
6 de junho de 2015, 16:00

Há cerca de um mês, o músico Paulo Gonzo sofreu uma perda irreparável na sua vida com a morte de Pequenina Rodrigues, sua namorada e grande amiga. O choque desta morte abrupta ainda se reflete no olhar de Paulo Gonzo. “Estou a lidar mal com a ausência da Pequenina... É uma grande perda”, confessou, de lágrimas nos olhos e voz embargada, antes de subir ao palco do Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, onde deu um concerto no âmbito dos jantares-concerto organizados pelo projeto de Salvador Guedes Todos Contra ELA. Ironia do destino, Pequenina Rodrigues foi precisamente uma das pessoas que ajudaram Catarina Feyo na organização do evento. “A Pequenina estava muito empenhada neste jantar, porque é amiga da mulher do Salvador. Aliás, foi a Catarina que pediu à Pequenina para falar comigo, e ela estava a tentar ajudar na organização, era uma pessoa muito empreendedora”, contou Paulo Gonzo, confirmando: “E, sim, acaba por ser especial para mim estar aqui hoje.”

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras