Nas Bancas

La Féria apresenta musical inspirado na história do Casino Estoril

Ao longo de mais de hora e meia, a história do Casino Estoril é revisitada num espetáculo onde a música e a dança são personagens principais. De acontecimentos históricos a concertos que passaram pelo Salão Preto e Prata, nada é deixado ao acaso. O nome não engana: é mesmo a noite das mil estrelas.

CARAS
17 de abril de 2015, 15:00

O Salão Preto e Prata do Ca­sino Estoril encheu-se para a estreia do espetáculo A Noite das Mil Estrelas, um musical escrito e encenado por Filipe La Féria que revisita os momentos mais emblemáticos da história deste espaço. “Já são 50 anos de teatro, por isso, não estou nada nervoso. Nos ensaios fico um bocadinho, há dez dias que não durmo, mas estou muito contente, porque acho que é um espetáculo extraordinário e inesquecível. Por este casino passaram as personalidades mais importantes do século XX e do início do século XXI. E claro que é especial estar rodeado por tantos amigos, são pessoas de quem gosto muito, que me têm acompanhado ao longo de muitos anos da minha vida”, frisou La Féria. Os amigos, esses, não pouparam elogios ao encenador e destacaram o seu enorme talento. “Sou amigo do Filipe há dezenas de anos e sei que ele traz certificado de garantia. Na área do espetáculo, ele é o que tem o sentido mais espetacular do show business português, por isso, sei que é garantido algo de grandioso, sem ser medíocre, pequenino, sem ser cartolina a imitar ouro. Ele pensa em grande e, tanto quanto sei, grita em grande”, brincou Júlio Isidro. Também Margarida Prieto não perdeu a oportunidade de estar presente na estreia, juntamente com o marido, Manuel Damásio. Divertida, lembrou algumas histórias que viveu no Casino Estoril. “Vi a maior parte dos grandes espetáculos deste casino, por isso, é muito bom revivê-los neste musical. Na noite em que o Julio Iglesias cá cantou eu estava a horas de ter o meu terceiro filho, o meu marido não queria vir, mas eu não parei de dançar”, revelou. Por seu lado, desde a sua adolescência que Lili Caneças frequenta o Casino Estoril e não escondeu a alegria por este musical, que a fez recordar muitos momentos que ali viveu. “Venho ao casino há mais de 50 anos, confesso. Vinha aqui ao cinema com a irmã do rei Juan Carlos, portanto, a minha vida tem-se passado no Casino Estoril. Todas estas paredes podem contar a história da minha vida”, assumiu.   

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras